Fluminense leva susto, mas goleia Madureira no Maracanã
Foto: Lucas Merçon/FFC

Com mudanças no time em relação aos jogos anteriores, o Fluminense encarou o Madureira, pela 1ª rodada da Taça Rio, no Maracanã e goleou o adversário por 5 a 1. Gilberto, Henrique e Nenê foram poupados da partida e substituídos por Igor Julião, Hudson e Yago. Já Paulo Henrique Ganso, que começaria na equipe titular, não foi relacionado por causa de dores no joelho direito.

Mesmo sem jogar bem o Fluminense construiu boa vantagem na 1ª etapa. Já nos últimos 45 minutos finais, o Tricolor jogou bem e mereceu aumentar o placar como fez.

Virada relâmpago

Mais uma vez o Fluminense saiu atrás do placar nos primeiros dez minutos de jogo, o que já havia ocorrido contra Flamengo e Moto Clube anteriormente. E de novo de bola parada. Aos oito minutos, após uma cobrança de falta, Muriel tentou tirar a bola que já ia ultrapassando a linha e acabou jogando em Nino que vinha na corrida com Ygor Catatau.

O Flu tinha a posse de bola, mas sentiu a falta de um jogador de criação. Yago estava de ponta direita e rendia mais quando caia para o meio. Já Marcos Paulo jogou mais enfiado com Evanilson e causou mais perigo quando recuava e fazia a função de camisa 10. O Madureira conseguiu marcar bem, mas não conseguia o contra-ataque desejado. O Flu até então só tinha assustado numa cabeçada de Hudson, num chute fraco de Wellington Silva e num chute de fora da área de Yuri, mas sem nenhuma jogada trabalhada.

Aos 40 minutos o jogo começou a mudar. Wellington Silva sofreu pênalti e Evanilson marcou seu primeiro gol na partida. Aos 45, Marcos Paulo aproveitou passe errado do goleiro Douglas e virou para o Fluminense. E ainda deu tempo de mais um. Aos 48 minutos, depois de ótimo passe de Wellington Silva, Marcos Paulo encobriu o goleiro e deixou Evanilson com o gol aberto para ampliar o placar.

Time leve

O segundo tempo começou morno, sem muita intensidade. Com o placar favorável o técnico Odair tirou o volante Yuri e colocou o jovem Miguel aos 15 minutos. Com isso, Yago passou a fazer a dupla de volantes com Hudson e o time conseguiu ter mais mobilidade no meio de campo. Pouco tempo depois foi a vez de Fernando Pacheco entrar em campo.

Com um time mais leve, o Flu conseguiu dominar as ações, criar oportunidades e não correr riscos. Aos 22 minutos, Marcos Paulo roubou uma bola no ataque e teve tranquilidade pra fazer 4 a 1.O Tricolor das Laranjeiras seguiu em cima. Yago obrigou o goleiro Douglas a fazer grande defesa e Marcos Paulo quase marcou seu terceiro gol na partida após ótimo passe de Pacheco.

Aos 43 minutos, Egídio perdeu uma chance cara a cara depois de uma furada do atacante Caio Paulista. Já nos acréscimos Hudson infiltrou dentro da área e recebeu na boa de Miguel para fechar o placar. 

VAVEL Logo