Em noite marcada por erros da arbitragem, Fluminense supera Botafogo-PB sem sustos
Foto: Divulgação / Fluminense

O Fluminense se classificou para próxima fase da Copa do Brasil após vencer com tranquilidade o Botafogo da Paraíba por 2 a 0, no Maracanã. Principais nomes do tricolor no ano, Marcos Paulo e Nenê marcaram os gols da vitória, todos no segundo tempo. O atacante Evanílson e o volante Hudson chegaram a balançar as redes também, mas a arbitragem anulou os dois lances.

O jogo

Diferente dos últimos jogos, o time de Odair Hellman começou o confronto tomando a iniciativa das jogadas e com atenção redobrada para não sofrer gol logo no início. Em suas últimas apresentações, o Flu havia sido vazado antes dos dez minutos de jogo e precisou correr atrás do placar. O Tricolor teve o domínio das oportunidades, principalmente pelas laterais do campo.

Aos 16' Evanílson teve a primeira grande oportunidade após receber belo cruzamento de Egídio. O atacante subiu na pequena área e cabeceou para fora,. Logo em seguida, foi a vez de Wellington Silva levantar com perigo na área para Gilberto, que apareceu como elemento surpresa por trás da defesa e acertou a trave. 

O Botafogo-PB encontrava muita dificuldade parar sair jogando e dava espaço para o Fluminense chegar. A resposta do Belo só veio aos 30', quando Lohan fez o pivô para Cássio Gabriel chegar batendo forte na bola, que foi por cima do gol de Muriel.

Fluminense volta melhor e resolve

A equipe carioca, que saiu vaiada de campo após o fim do primeiro tempo, voltou com uma postura mais agressiva do intervalo. Odair promoveu a entrada do peruano Fernando Pacheco no lugar de Wellington Silva e lançou seu elenco ao ataque. E o gol saiu logo após o reinício do jogo, depois de mais uma investida do Flu pelo lado do campo. Gilberto, um dos destaques da noite, foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro, na medida para Marcos Paulo, que chutou tirando do goleiro e acertou o canto do gol.

O Botafogo-PB se viu obrigado a sair mais para o jogo, mas pecava na falta de criatividade para chegar ao ataque. Dico chegou a ficar perto de empatar o jogo, após grande jogada em que driblou o goleiro Muriel. O garoto, no entanto, finalizou com a perna ruim e Digão apareceu chutando para afastar o perigo.

Já o Fluminense manteve sua pressão, buscando ampliar o marcador. Aos 26' a arbitragem entendeu que Gilberto foi agarrado na área e sinalizou o pênalti a favor do tricolor. Artilheiro do ano, Nenê foi para a cobrança e converteu com tranquilidade.

O Botafogo chegou a pressionar no final da partida, mas parou nas mãos de Muriel, que garantiu que sua equipe não fosse vazada.

Arbitragem confusa

A arbitragem não teve uma noite feliz no Maracanã. Além do pênalti duvidoso em cima de Gilberto, que gerou muita reclamação por parte dos jogadores do Botafogo-PB, o árbitro Jefferson Ferreira anulou dois gols do Fluminense. 

O primeiro foi de Evanílson, que fez o que seria o terceiro gol da partida, mas foi marcado impedimento no lance. No entanto, dois jogadores do Belo davam condições ao atacante tricolor. Depois foi a vez de Hudson ter um gol anulado. Embora ser um lance mais confuso, o volante parecia estar na mesma linha da bola.

O primeiro gol do Fluminense também teve irregularidades, já que a bola havia batido em Gilberto de sair, mas o lateral não foi marcado.

Próxima fase

Com o triunfo, o Fluminense agora vai encarar o Figueirense, pela terceira fase da Copa do Brasil. O confronto vai marcar a reedição da final de 2007 do torneio, quando os clubes se enfrentaram. Na ocasião, o tricolor levou a melhor.

VAVEL Logo