Na bola parada, Fortaleza supera CSA e se aproxima das quartas do Nordestão
Foto Reprodução/Fortaleza

Em jogo válido pela Copa do Nordeste, o Fortaleza recebeu o CSA na Arena Castelão e lá conseguiu uma boa vitória por 1 a 0, com gol marcado por Tinga, ainda no primeiro tempo. A vitória no último sábado (7) fez com que o Leão encaminhasse sua classificação à próxima fase, enquanto escancara a má fase do CSA.

  • Domínio inicial e vantagem do Leão

Nos primeiros minutos da partida o Leão do Pici já mostrou as características táticas que o técnico Rogério Ceni impôs a equipe. Chamava a atenção a atuação do goleiro Felipe Alves jogando como um goleiro-linha.

Quando a equipe iniciava a transição da defesa para o ataque o goleiro chegava até o meio-campo trocando passes com os zagueiros. A marcação adiantada dos mandantes resultou em ataque perigoso logo aos 2 minutos. Tinga recebeu passe em profundidade de Marlon, driblou Rafinha e rolou na medida para Marlon, livre de marcação, chutar muito mal para fora.

A presença do goleiro do Fortaleza no toque de bola da equipe surtiu efeito aos 6 minutos, quando Felipe Alves fez belo lançamento para Tinga na ponta-direita de ataque. O lateral cruzou na área, Wellington Paulista desviou de calcanhar, a bola chegou limpa para Osvaldo dentro da área, mas a marcação conseguiu atrapalhar o camisa 11 na finalização.

Nos primeiros 10 minutos de partida só o Fortaleza atacou, e foi justamente nesse período que a equipe criou mais uma boa chance. Com 9 minutos o Leão retomou a bola no meio-campo, Romarinho avançou e deu passe em profundidade para Wellington Paulista finalizar na trave após defesa do goleiro Thiago Rodrigues.

A equipe alagoana só conseguiu chegar ao campo de ataque aos 15 minutos em finalização de Allano para fora. A partir daí os visitantes conseguiram acertar a marcação e o Fortaleza não tinha mais tanta facilidade para criar. O duelo tático passou a ser bem notório. 

Enquanto os comandados de Rogério Ceni marcavam pressão, com os dois laterais subindo ao mesmo tempo e Marlon se movimentando bastante no meio, o CSA se manteve bem postado tentando explorar os contra-ataques para pegar Paulão e Quintero no mano-a-mano.

Porém, quando a partida estava mais equilibrada, saiu o gol do time da casa. Aos 30 minutos Juninho cobrou bem escanteio pelo lado direito de ataque e Tinga ganhou bem da marcação para testar para o fundo do gol. O lateral era um dos destaques da partida até então.

O CSA chegou com perigo logo em seguida aos 32 minutos após Rodrigo Pimpão desarmar Paulão e rolar para Jean Kleber finalizar com perigo da entrada da área. A primeira etapa ficou nisso e o Fortaleza foi para o intervalo com a vantagem no placar.

  • Supremacia Alagoana e paredão Cearense

No segundo tempo o CSA voltou mais ofensivo, tentando criar jogadas de perigo para o goleiro Felipe Alves, mas no início pecava na tomada de decisão e na lentidão da transição defesa-ataque. O Fortaleza esperava para matar o jogo no contra-ataque e a estratégia ficou nítida quando, antes dos 15 minutos, Rogério Ceni tirou Wellington Paulista para a entrada de David.

Logo na sequência o Leão do Pici teve boa chance de ampliar o placar em contra-ataque puxado por Osvaldo. Aos 18 minutos o CSA deu a primeira pontada ofensiva. Renatinho arriscou de fora da área e Felipe Alves fez boa defesa mandando para escanteio. O Fortaleza respondeu na jogada seguinte. Juninho cobrou escanteio e Paulão subiu muito para testar no travessão.

Puxando os contra-ataques, Romarinho foi o melhor jogador do Fortaleza no segundo tempo. Aos 27 minutos ele fez bela jogada individual e tocou para David avançar e velocidade, o camisa 17 deu belo corte em Rafinha mas na hora de fazer o gol foi travado pela defesa alagoana. 

O CSA não se intimidou e quase chegou ao gol de empate. Após cobrança de escanteio Jean Kléber ganhou da defesa dentro da área e saiu de frente para o gol de Felipe Alves. O goleiro cearense saiu bem do gol e evitou o que seria o empate. 

O panorama seguiu o mesmo, com os visitantes tentando chegar ao empate e os mandantes apostando nos contra-ataques. Antes do apito final ainda deu tempo do CSA fazer Felipe Alves trabalhar mais uma vez. Tinga cortou errado e João Paulo finalizou para bela defesa do goleiro. 

Com a vitória o Fortaleza chegou aos 11 pontos e encaminhou bem sua classificação para a próxima fase da Copa do Nordeste, já o CSA segue na crise que afeta o clube desde o início da temporada e continua sem vencer na competição.

VAVEL Logo