Figueirense x Fluminense: reencontro na Copa do Brasil
após 13 anos
Foto: Lucas Merçon/Fluminense

 Figueirense e Fluminense se enfrentam nesta quarta-feira (11), no Orlando Scarpelli, às 19h15, em jogo válido pela terceira fase da Copa do Brasil. A saber, a partir de agora, as equipes se enfrentam em jogos de ida e volta. Não há mais a vantagem do gol fora de casa.

Na competição nacional, o Figueirense eliminou Novorizontino e Vitória-ES. O Tricolor, por sua vez, passou por Moto Club e Botafogo-PB. No último final de semana, pelos Campeonatos Estaduais, o Furacão empatou sem gols com o Criciúma, enquanto o Fluminense goleou o Resende.

Figueirense tenta quebrar tabu na Copa do Brasil

Para enfrentar o Fluminense, o técnico Márcio Coelho terá duas baixas. Lesionados, o zagueiro Rony e o lateral Sanchez estão fora. O primeiro sentiu dores no tornozelo na última partida. O outro sentiu um desconforto muscular e foi vetado pelo departamento médico.

Além dos desfalques, a equipe catarinense tenta quebrar um tabu. Há cinco anos que o Furacão não passa da terceira fase da Copa do Brasil. Outro fator que anima o Figueirense é a prosperidade financeira em caso de classificação.

Provável escalação: Sidão; Lucas, Alemão, Pereira, Brunetti; Elyeser, Patrick, Marquinho; Nícholas, Diego Gonçalves e Pedro Lucas.

Fluminense aposta na boa fase de Nenê e dos atacantes

Embalado pela boa fase no Estadual, o Fluminense tem duas baixas para a partida. O zagueiro Digão e o meia Miguel ficaram no Rio de Janeiro dando sequência ao tratamento de lesões. Com isso, Matheus Ferraz deve começar a partida entre os titulares.

Poupados na goleada sobre o Resende, o lateral esquerdo Egídio e o atacante Evanilson devem retornar à equipe nas vagas de Orinho e Fernando Pacheco. Wellington Silva e Marcos Paulo completam o trio de ataque. Nenê, o artilheiro do Fluminense na temporada, também está confirmado para o jogo.

Provável escalação: Muriel; Gilberto, Nino, Matheus Ferraz e Egídio; Hudson, Yago e Nenê; Wellington Silva, Evanilson e Marcos Paulo.

Equipes fizeram a final da competição em 2007

A decisão foi em dois jogos. O confronto de ida foi no Maracanã e terminou empatado em 1 a 1. O volante Henrique, hoje no Fluminense, abriu o placar para o Figueira. Adriano Magrão marcou para o Tricolor. A grande final aconteceu no Orlando Scarpelli. Com gol do zagueiro Roger, atual técnico do Bahia, a equipe carioca venceu e levantou a taça da Copa do Brasil pela primeira vez.

Arbitragem

O trio de arbitragem vem de São Paulo. O árbitro Vinícius Gonçalves Dias Araújo comanda a partida, sendo auxiliado por Daniel Luís Marques e Daniel Paulo Ziolli.

VAVEL Logo