Avaí mantém esperança em treinar na Ressacada durante pandemia
Foto: Alceu Atherino / Avaí.FC

Apesar da liberação do governo de Santa Catarina para a retomada gradual dos treinos presenciais, os times de Florianópolis seguem sem poder retomar os treinos em campo na capital, por determinação da prefeitura. O Avaí, por sua vez, fez um acordo para realizar as atividades no Estádio Renato Silveira, em Palhoça, mas segue com expectativa de conseguir a liberação para treinar na Ressacada

Nesta última segunda-feira (18), a equipe azurra reiniciou o treinamento na academia do estádio, utilizando apenas a área interna para fortalecimento muscular, sob as recomendações médicas e atendendo o distanciamento social necessário.

Diogo Fernandes, coordenador de futebol do Leão da Ilha, espera uma flexibilização da Prefeitura de Florianópolis.

"Hoje temos o espaço do Guarani autorizado, mas que ainda não vamos usar pois faremos mais de cunho físico. Não tiramos o contexto do prefeito, mas o Avaí foi o time que mais se organizou a nível de protocolo, único que já fez os testes de Covid-19, tem o distanciamento nos trabalhos. Não queremos trabalhos em equipe ainda, queremos seguir o protocolo. Vamos continuar fazendo o que é certo, mas temos total controle de quem está treinando e de como pode treinar. Em tese com mais distanciamento do que na academia, que está liberado", afirmou Diogo. 

No entanto, até o momento a decisão do prefeito Gean Loureiro foi de manter a restrição, enfatizando que este tipo de liberação não condiz com o atual momento da pandemia.

"A minha decisão é técnica. Desde que se iniciou a pandemia mantive a coerência. Nunca agi sob pressão de qualquer segmento. Tive uma reunião com os clubes na semana passada e passei o protocolo criado por eles para análise técnica. E minha equipe entendeu que não é possível flexibilizar nesse momento", ressaltou o prefeito. 

VAVEL Logo