Ex-São Paulo, Amoroso exalta Diego Lugano e Danilo 
Amoroso e Lugano conquistam o título do Mundial de Clubes 2005 (Foto: Diego Lugano/Arquivo pessoal)

O elenco do SãoPaulo no Mundial de Clubes 2005 era recheado de grandes jogadores. Um deles, Amoroso, falou sobre dois companheiros em uma Live no canal Arnaldo e Tironi, mantido pelos jornalistas Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi no Youtube. 

Um deles foi Diego Lugano. Dois lances na final do certame, contra o Liverpool, foram recordados com atenção. "Do jeito que ele é, eu não duvido nada que ele é quem tenha ido ao encontro do cotovelo do Morientes. Depois, vi que ele falou para o árbitro se aquilo garantia que ele também poderia dar uma. O árbitro nada falou. Naquele lance em que o Gerrard dispara, o Lugano sabia que não seria expulso. Ele é macaco velho, uruguaio é foda. Ele é meu irmão, a gente concentrava junto no CT do São Paulo."

O outro foi Danilo. As características do meia foram relembradas por Amoroso. "Ele era craque. Era o 'falso lento'. Te dava segurança durante os 90 minutos. Tanto que, em todas as partidas que eu fiz pelo São Paulo, ele nunca foi substituído. Era o jogador mais importante e não era o mais valorizado. Tanto que o chamávamos de 'Zidanilo'. Escondia a bola, tinha visão de jogo, era completo. Poderia jogar no Barcelona e no Real Madrid e não faria feio. Era acima da média no nosso próprio elenco", finalizou.

VAVEL Logo