Palco de Copa e Olimpíada, Maracanã completa sete anos de reinauguração
Foto: Divulgação/Fifa

Há sete anos, o torcedor brasileiro viveu a emoção de assistir um jogo no Maracanã depois de três anos. Após 1001 dias e R$1,2 bilhão gastos na reforma, 66 mil pessoas foram ao estádio para assistir o amistoso entre Brasil e Inglaterra. O jogo terminou empatado em 2 a 2, com gols de Fred e Paulinho para os anfitriões e Oxlade-Chamberlain e Wayne Rooney para os visitantes.

Mas a partida teve que dividir a atenção dos torcedores com um outro protagonista daquele dia: o "Novo Maracanã". Aquele domingo foi um marco para o começo de uma nova era. O estádio ganhou novos personagens, uma nova capacidades, novos jogos inesquecíveis e, claro, comparações com o Maraca antes da reforma.

O estádio foi inaugurado em 1950 para a primeira Copa do Mundo no Brasil e teve seu primeiro gol marcado por Didi. Já após a reforma para a Copa de 2014, Fred foi quem inaugurou as redes do Mário Filho. O último, inclusive é o segundo maior artilheiro do novo Maraca, ficando 3 gols atrás de Gabriel Barbosa com 35 tentos. Essa disputa promete ganhar novos capítulos com o retorno do camisa 9 ao tricolor. Porém, ninguém marcou mais no estádio que Zico e seus 333 gols.

Para alguns críticos da reforma, o novo Maracanã não tem a sua essência original. Com o fim da popular geral, o estádio não chega nem perto de atingir a sua capacidade no século passado. O recorde de presentes na história do Maraca é de 199.854 torcedores, enquanto desde as obras não se colocou mais de 74.738 pessoas. Curiosamente, ambos os recordes foram registrados nas duas finais de Copa do Mundo, sediadas no estádio.

Prestes a completar 70 anos em duas semanas, o Maracanã é um dos estádios mais importantes do mundo. O estádio já foi o local de eventos marcantes, como shows de artistas globais, visitas de figuras políticas internacionais, abertura e encerramento de Jogos Pan-Americanos e de Olimpíadas, o gol mil de Pelé e duas finais de Copa do Mundo.

Até o momento, o Maraca está marcado para  receber mais um jogo importante, a final única da Libertadores 2020.  Sendo o antigo ou o novo, Estádio Jornalista Mário Filho é charmoso, imponente e histórico para o esporte mundial.

VAVEL Logo