Flamengo terá reunião em julho para definir situação financeira do departamento de futebol
Atacante Michael durante treino (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Um dos clubes mais endinheirados da América do Sul, o Flamengo também tem dificuldades durante a pandemia do novo coronavírus. O atual campeão da Libertadores e do Campeonato Brasileiro reduziu 25% dos salários de jogadores e funcionários do departamento de futebol para os meses de maio e junho. Já para os pagamentos de julho, a diretoria terá reunião com o departamento de futebol — incluindo atletas — na primeira semana do mês que vem para ajustar os vencimentos.

Sem uma resposta certa sobre as contas do Rubro-Negro para o segundo semestre, os administradores tentam reorganizar os números. A ausência de alguns patrocínios, da bilheteria e da grande quantidade de sócios prejudicam o planejamento inicial, feito no começo do ano.

Nesta semana, o capitão Everton Ribeiro concedeu coletiva e comentou sobre a nova realidade financeira do Flamengo. Ele também contou que o elenco aceitou facilmente as propostas da diretoria para diminuir gastos:

"A gente discutia com a diretoria, passava para o grupo. Era 100% de aceitação. Isso foi muito rápido. A conversa não durou uma semana. A gente procurou ser o mais rápido possível para ajudar o Flamengo, que tanto nos ajuda", disse.

VAVEL Logo