Dudu presta depoimento em delegacia e diz que imagens irão provar inocência
Foto: Divulgação/Sociedade Esportiva Palmeiras

EL Após a ex-esposa de Dudu, do Palmeiras, denunciar o jogador por agressão, o atacante prestou depoimento à polícia na tarde desta terça-feira(23). O jogador negou a versão de Mallu Ohana e disse que imagens provarão a sua inocência.

A reportagem da VAVEL Brasil teve acesso à versão de Dudu. O atacante alega que foi a ex-esposa quem o agrediu na garagem do prédio onde ela vive com os filhos, de nove e oito anos. Na saída da delegacia Dudu disse que as imagens provará sua inocência.

"Fiquei sabendo hoje do que estava me acusando, falei com o meu advogado e nós viemos até a delegacia por vontade própria nossa. Eu apresentei minha versão do que aconteceu, o delegado escutou, o escrivão escutou e já vão chegar umas imagens que provam que eu não fiz nada. Para esclarecer mais ainda, vocês pedem para minha assessoria, meu advogado", disse Dudu em entrevista à Band.

"A gente já esclareceu para a polícia, vai mostrar as imagens, vocês vêem com a assessoria de imprensa para detalhar melhor o que aconteceu. Não teve agressão, vai mostrar as imagens e vai ver a verdade do que aconteceu", completou.

Em entrevista ao colunista Léo Dias e ao Datena, no Jornal Brasil Urgente, Mallu Ohana disse que as agressões aconteceram ontem (22), e começaram dentro do carro, na garagem do prédio. Ela disse que a discussão durou cerca de 1h30 e que apenas se defendeu de Dudu.

"A briga começou dentro do carro. A gente se agrediu. Durou muito tempo. Foi várias vezes. Eu me defendi. Sempre me defendi. Durou mais ou menos 1h30 de discussão. Tapas, bate boca, puxões. Começou na garagem, depois foi para fora do condomínio. As câmeras flagraram. Minha amiga, que é babá, presenciou . É uma amiga de Goiânia. Tenho laudo do Hospital Albert Einstein. Ele batia na minha cabeça para não deixar hematomas (aparentes)", contou Mallu.

Mallu ainda disse que ele foi agressivo com ela durante os 11 anos que estiveram juntos. Que Dudu quando bebe aparenta ser outra pessoa. É que amigos e familiares ja teriam presenciado.

Em janeiro de 2013, quando Dudu defendia o Dínamo de Kiev da Ucrânia, ele também foi acusado de agressão à esposa, além da sogra, em Goiânia. Na época, o atacante se apresentou a Delegacia da Mulher, pagou uma fiança de R$ 12 mil e foi liberado.

Por meio de sua assessoria o Palmeiras disse que irá monitorar o caso e que não tem conhecimento de todos elementos da denúncia. O clube frisou que é contrário a qualquer ato que atente contra a dignidade humana, incluindo violência e injustiça.

"O Palmeiras irá acompanhar o assunto e as conclusões das investigações pelas autoridades competentes para que, no devido momento, e se necessário, venha a se posicionar novamente sobre o ocorrido. Até agora não há conhecimento sobre todos elementos relativos à denúncia. Aproveitamos para reafirmar nosso posicionamento contrário a qualquer ato que atente contra a dignidade humana, incluindo violência e injustiça", disse o clube através da sua assessoria.

VAVEL Logo