Capitão do Sport, Sander fala sobre a influência da pandemia no futebol
Foto: Divulgação / Sport Recife

Entrevistado na tarde desta quinta-feira (25), o capitão e lateral esquerdo do Sport, Sander, respondeu perguntas sobre diversos assuntos, dentre eles, sobre as dificuldades causadas pela pandemia de coronavírus, a volta do futebol, o momento da equipe rubro-negra e os problemas que as equipes do interior estão passando.

Conhecido por se cuidar bem fisicamente, o jogador afirmou que não houve mudança em seu comportamento durante a pandemia, e continuou treinando em casa. Na visão do jogador, a pandemia também irá influenciar no salário dos atletas, como já vem acontecendo em vários times, em que o pagamento foi reduzido temporariamente.

“Vai mudar um pouco pelo fato de não só a pandemia influenciar no esporte, mas sim em todos os setores do país e do mundo.”

Sobre a volta aos gramados e o nivelamento entre os clubes, o lateral comentou que 'só vai ter esse parâmetro quando a bola rolar nos primeiros jogos para entender qual o grau de comprometimento e como foi o treinamento'. Depois, Sander deu sua opinião sobre o retorno dos estaduais:

“Tem relação direta com uma situação de saúde então temos que ter cautela e também muita confiança do que é repassado para nós. Eu creio que cada estado e cidades tem suas dificuldades. Confiança nos órgãos de saúdes e levar à risca aquilo que eles propõem para nós, para a volta dos campeonatos, que é aquilo que a gente quer. A gente precisa ter toda a confiança e levar à risca, para isso aconteça da melhor forma para que isso não se agrave, para que no meio do caminho ou antes de iniciar seja cortado.”

O jogador rubro negro, comentou sobre as dificuldades encontradas pelos times do interior, neste período de paralização, além de comentar sobre a realidade desses clubes:

“Quem sofre mais são os clubes do interior, onde a condição estrutural é totalmente menor que os outros clubes e isso acaba afetando-os porque eles dependem de uma certa renda, de uma certa estrutura, onde de imediato essa talvez seja cortado ou não venha a receber. Creio que a gente se sensibiliza e ficamos triste pelo fato de saber que tem colegas nossos que passam por situações difíceis pelo fato do campeonato está parado.”

VAVEL Logo