Botafogo faz protestos na volta do Carioca e goleia Cabofriense
Foto: Divulgação / Botafogo

O futebol carioca está de volta, agora de forma definitiva. Nesta manhã de domingo (28), o Botafogo recebeu a Cabofriense na sequência da quarta rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Sem muitas dificuldades, o time de General Severiano goleou por 6 a 2 o desconfigurado e frágil Tricolor Praiano. Sem torcida no Nilton Santos, o grande da capital foi protagonista de protestos contra a Federação de Futebol do Estado do RJ (Ferj).

Em prol da causa #BlackLivesMatter, os jogadores alvinegros entraram em campo com a frase "Vidas Pretas Importam" estampadas nas camisas. Além disso, aos dois minutos do primeiro tempo, os jogadores do clube se ajoelharam em gesto contra o racismo estrutural. Outro ato de protesto foi a ausência do técnico Paulo Autuori, que não foi ao banco para se manisfestar contra a volta do campeonato no Rio de Janeiro.

Protesto contra o racismo (Foto: Divulgação / Botafogo)
Protesto contra o racismo (Foto: Divulgação / Botafogo)
Crítica à volta do Carioca (Foto: Divulgação / Botafogo)
Crítica à volta do Carioca (Foto: Divulgação / Botafogo)

Com o assunto restrito ao campo, o Botafogo demonstrou sua superioridade técnica principalmente durante o segundo tempo, quando a Cabofriense já expunha os buracos na defesa devido à falta de entrosamento, pois dispensara nove atletas na pandemia. O grande destaque do time botafoguense foi o volante Caio Alexandre, que entrou no segundo tempo e deu maior qualidade na construção das jogadas.

Os gols no Niltão

Pedro Raul abriu o placar aos quatro minutos do primeiro tempo. Depois, Cícero ampliou aos 39'. Na volta do intervalo, a equipe de Cabo Frio apareceu com ímpeto ofensivo e diminuiu o marcador aos cinco minutos, com Emerson Carioca. No entanto, Pedro Raul marcou seu segundo gol no jogo — o terceiro do Botafogo —, jogando um balde de água fria no adversário. Diego Sales recolocou o Tricolor no jogo ao diminuir batendo pênalti.

A partir daí, o massacre começou. Bruno Nazário, aos 30', Luis Henrique, aos 40', e Caio Alexandre, aos 45', foram os responsáveis por fazer o time glorioso chegar ao 6 a 2 no placar.

Como fica o Grupo B

A vitória em casa fez com que o Botafogo chegasse à vice-liderança do Grupo A, passando o Boavista. Enquanto isso, a Cabofriense segue sendo a única equipe sem pontuar na Taça Rio 2020.

Na próxima rodada, a última do segundo turno, o Botafogo visita a Portuguesa. Já o time de Cabo Frio encara o Bangu, novamente fora de casa.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore
VAVEL Logo