Prefeito de Florianópolis libera realização de partidas de futebol na cidade
Foto: Divulgação/Avai FC 

Na tarde desta quinta-feira (2), o prefeito de FlorianópolisGean Loureiro (DEM) liberou a volta do futebol profissional à cidade, a partir do dia 12 de julho. A decisão beneficia diretamente Avaí e Figueirense, que têm jogos marcados para a mesma data, no estádio da Ressacada e Orlando Scarpelli, respectivamente, pelas quartas de final do Campeonato Catarinense.

A decisão do prefeito Gean Loureiro foi tomada após a reunião com o presidente da Federação Catarinense de Futebol (FCF), Rubens Angelotti.

A Prefeitura de Florianópolis não havia autorizado realização de atividades esportivas coletivas por causa da pandemia de Covid-19, e, por isso, o Avaí está treinando em Palhoça. Há dez dias, o clube enviou ofício à FCF de que não voltaria a atuar pelo Catarinense caso não pudesse jogar na Ressacada e que deveria ser declarado campeão caso não possa jogar em sua casa. O Figueirense não teve problemas na questão dos treinamentos, já que o CT do clube fica em Palhoça, mas chegou a anunciar que jogaria no Augusto Bauer, em Brusque.

O Avaí recebe a Chapecoense, no dia 12 de julho, às 16h, na Ressacada, na partida de volta das quartas de final - a ida será na próxima quarta-feira (8), em Chapecó.

Já o Figueirense encara o Juventus, na quinta-feira (9), no João Marcatto, em Jaraguá do Sul. O jogo de volta será no dia 12, às 18h30, no Orlando Scarpelli. Ambos os jogos serão realizados com portões fechados.

Veja o comunicado da Prefeitura de Florianópolis

"Uma reunião entre prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, equipe de saúde municipal e Federação Catarinense de Futebol, definiu a autorização para que os clubes Avaí e Figueirense possam fazer os jogos das finais do Catarinense, a partir do dia 12 de junho, em seus estádios. A autorização será exclusiva para os jogos e todos os profissionais envolvidos deverão ser testados por PCR, que é o exame que detecta a contaminação nos primeiros dias de contagio, antes de iniciar o jogo. Além disso, haverá uma série de critérios previstos em um protocolo que será publicado na próxima semana. Além da questão econômica, a Prefeitura também vê a possibilidade de estimular mais pessoas a ficarem em casa assistindo os jogos. A Federação de Futebol, em acordo com a Prefeitura, também vai aproveitar os jogos para reforçar a mensagem para que o público permaneça em casa".

VAVEL Logo