Em meio à pandemia de Covid-19, CBF define início do Brasileirão para agosto
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo afirmou na última terça (7) o começo do Brasileirão 2020 no dia 9 de agosto. Junto à primeira divisão do Campeonato Brasileiro, foi também definida a data de início da segunda divisão, no dia 8 de agosto.

A Copa do Brasil e Série A-1 do Campeonato Feminino também estará à ativa, quando retornarão no dia 26 de agosto: “Nosso planejamento vem desde o início da pandemia. Tínhamos planejado semana a semana qual seria o cenário. Discutimos diariamente isso”, explicou o Caboclo ao jornal brasileiro O Globo.

Foto: Lucas Figueiredo / CBF
Foto: Lucas Figueiredo / CBF

O esporte no país havia paralisado quando as equipes disputavam torneios regionais, os chamados Campeonatos Estaduais. A decisão do retorno destes campeonatos era de autonomia das federações estaduais de futebol de cada estado.

Qualquer seja o campeonato a retornar ou dar início, existem protocolos sanitários a serem seguidos, como constantes testes e estádios sem público.

A Região Sudeste, a qual se habita 10 dos 12 clubes considerados maiores do país, entre os estados de Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo, têm clara as definições para o retorno das competições regionais paralisadas.  

O Campeonato Carioca, que acontece no Rio de Janeiro, já retornou e sob muita polêmica, em confronto que o Flamengo enfrentou o modesto time do Bangu no dia 18 de junho. Em Minas Gerais, o Campeonato Mineiro volta em 26 de julho.

Hoje, o governador de São Paulo, João Dória, vai confirmar se o Campeonato Paulista vai voltar ou não. A Federação Paulista de Futebol já apresentou ao governo um protocolo para a volta, que varia nas cores azul vermelho e amarelo, onde através de etapas flexibilize o acesso das pessoas às partidas.

Inicialmente, não contaria com mais 200 pessoas em um jogo de futebol. Além disso, os jogadores devem realizar testes 2 dias antes do jogo.

Contrariando indicações

Vale lembrar que São Paulo e Rio de Janeiro lideram respectivamente o número de casos e óbitos por covid-19 no país.

Retorno do esporte contraria as indicações de especialistas que constatam que a retomada de atividades não emergenciais só deve acontecer após o achatamento da curva de coronavírus.

A volta do Campeonato Brasileiro é ainda mais polêmica, já que usufrui da presença do esporte em todo o território, marcando presença sobretudo de viagens de comissões de uma região para a outra.

Ao todo, o Brasil conta atualmente com mais de 1 milhão e meio de casos confirmados e mais 66 mil óbitos, onde parte considerável de especialistas prevê uma segunda onda do vírus no país vizinho.

Desentendimentos entre governador de São Paulo e Confederação Brasileira de Futebol

Em São Paulo, restam 6 datas para o fim do Campeonato Paulista. A Federação Paulista de Futebol determinou que o fim do torneio fosse na mesmo data que o início do Campeonato Brasileiro, no dia 9 de agosto.  

Neste caso, as duas equipes que estiverem na final cumprem em outra data a primeira rodada do torneio que se ausentaram.

O governador João Dória não gostou da ideia, quando afirmou que era necessário que se terminasse o campeonato estadual para então dar início ao nacional. No entanto, a CBF manteve a data prevista, assim como a FPF.

VAVEL Logo