Técnico do Fluminense, Odair Hellmann pede que Ferj revise datas das finais do Cariocão
Foto: Lucas Merçon / FFC

Derrotar o Flamengo na final da Taça Rio representou bastante o espírito de guerreiros que permeia na história Fluminense. Depois do título do segundo turno do Cariocão, o técnico tricolor, Odair Hellmann, dedicou o título às vítimas do novo coronavírus e, além disso, pediu para que a Federação de Futebol do Estado do RJ (Ferj) reconsidere as datas da finais do campeonato.

A primeiro momento, Fluminense (campeão da Taça Rio) e Flamengo (campeão da Taça Guananara) farão a primeira final do Carioca no domingo (12), às 16h — com mando de campo do Tricolor —, e a segunda decisão na quarta-feira (15), às 21h30 — com mando de campo do Fla. E é justamente este curto espaço de tempo que Odair Hellmann reivindica à Ferj:

"Não estou conseguindo treinar, apenas recuperar os jogadores. Isso é muito difícil para um treinador, que não consegue nem posicionar os jogadores para fazer uma partida. Antes a diferença já era grande em termos de oportunidade de preparação. Quando um campeonato tem essa diferença não é justo. Temos que ter essa justiça fora do campo e deixar o jogo ser definido dentro dele. Quem jogar melhor e fizer por merecer que ganhe. Foi o que fizemos hoje, mas temos que ter condições e tempo para trabalhar. Já falo ao torcedor, vamos sofrer domingo mais do que sofremos hoje. Porque tem jogadores sentindo, alguns que machucaram hoje e precisamos ver. Não é desculpa, aproveito para falar isso porque seria o discurso em qualquer resultado", contou Odair.

Em seguida, o técnico seguiu sua fala focando no pequeno tempo de preparação que o Fluminense teve antes da volta ao Carioca, e também frisou que há semanas em branco para realocação das datas das finais porque o Brasileirão só deve começar na segunda semana de agosto.

"Gostaria de fazer um pedido público para que tenham bom senso. Temos tempo. O Brasileiro só começa em agosto. Já que não tivemos tempo para treinar, fazer uma pré-temporada decente, que agora as pessoas coloquem a mão na consciência e visualizem. O Fluminense treinou oito dias, está no quarto jogo em 10 dias. Temos jogadores machucados e sentindo. Que nos dê dois ou três dias a mais para recuperar os atletas. É um pedido que eu faço. Se não tiveram até agora, sempre há tempo de ter bom senso, respeito e profissionalismo. Que nos deem e aos jogadores do Flamengo mais dias para todos entrarem inteiros e decidir dentro de campo", finalizou o treinador do Flu.

Uma coisa é fato: há espaço de tempo para que a Ferj reconsidere as datas das finais do Campeonato Carioca. No entanto, sabendo do quão é a confusa a entidade do Rio, nada é de se firmar até a bola rolar.

VAVEL Logo