Após dois dias de reinício, Campeonato Catarinense já soma 14 novos casos de Covid-19 
Foto: Márcio Cunha/Chapecoense

O Campeonato Catarinense recomeçou nesta quarta-feira (8), após a pausa pela pandemia do novo coronavírus, com jogos válidos pelas quartas de final. Antes da retomada do futebol, mais de mil testes foram feitos pelos clubes.

A partida que marcou o reinício do estadual, porém, já contava com uma baixa na equipe por causa da doença. Em Criciúma e Marcílio Dias, primeiro jogo do campeonato, o desfalque era Moisés Egert, treinador do Marinheiro. O técnico testou positivo para Covid-19 na segunda-feira, dois dias antes da partida, e foi substituído pelo auxiliar Carlos Alberto Teco. 

Figueirense também teve baixa pela doença 

Em campo na última quinta-feira (9), o alvinegro entrou em campo sem o volante Patrick, de 22 anos. O atleta teve o exame positivado e foi desfalque na partida. De acordo com o Figueirense, o atleta se recupera bem e deve voltar aos treinamentos na próxima semana.

Chapecoense registra casos após partida  

Após a vitória diante do Avaí também nesta quarta-feira (8), a Chapecoense divulgou os resultados dos testes RT-PCR, realizados na véspera da partida. Foram apontados 13 exames positivos, sendo eles cinco de atletas, seis da comissão técnica e dois funcionários do clube.

Segundo o presidente do clube, Paulo Magro, nenhum jogador positivado estava relacionado para a partida de quarta-feira. Em trecho da nota oficial do time, a Chape afirma que os profissionais que tiveram o exame positivo foram afastados das atividades do clube.

Em resposta à VAVEL, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) enfatizou que a recomendação para a Chapecoense é que continue seguindo o protocolo e tome todos os cuidados possíveis no seu dia a dia, como já estava sendo feito. E que não há possibilidade de punição ao time.

O time já divulgou a lista de relacionados para a decisão das quartas de final, que acontece neste domingo (12), na Ressacada, em Florianópolis. Dentre os atletas convocados para o jogo de ida, há apenas duas baixas.

Arbitragem também já precisou ser alterada

O primeiro caso ocorreu com Charly Deretti, que seria quarta árbitra da partida entre Chapecoense e Avaí. A profissional teve o exame positivado na véspera do jogo e foi substituída por Tiago Bender. 

Já para a partida entre Juventus e Figueirense, os profissionais Eli Alves e Ramon Abel, que seriam assistente 1 e quarto árbitro respectivamente, também testaram positivo para Covid-19 minutos antes da partida, e foram substituídos por Eder Alexandre e Richard Werner, além de Diego da Costa Cidral. 

Protocolo de segurança do futebol catarinense 

De acordo com a Federação Catarinense de Futebol, os exames positivados e os desfalques já eram esperados pela instituição. 

"É uma situação prevista pela FCF e também pelos clubes, visto que todo o planejamento de retorno gradual das atividades e posteriormente do Estadual foi feito levando em total consideração acontecimentos como esse"

Dentre os dez clubes que disputam a primeira divisão do Campeonato Catarinense, apenas três não registraram, até agora, nenhum caso positivo do novo coronavírus entre atletas e funcionários do clube. Sendo eles: Juventus, Tubarão, Concórdia e Criciúma

VAVEL Logo