#CampeonatoPaulista | Grupo C: São Paulo classificado e Mirassol em busca de vagas após perda de jogadores
Daniel Alves, camisa 10 do São Paulo (São Paulo FC/Divulgação)

O Campeonato Paulista 2020 volta nesta quarta-feira (22) após a parada por conta da pandemia do coronavírus. Uma das chaves do certame é o Grupo C, que conta com São Paulo, Mirassol, Internacional de Limeira e Ituano. Confira agora, detalhadamente, a situação do agrupamento:

Desempenho

As quatro equipes tiveram campanhas bem diferentes ao longo da competição. Perceba que duas das equipes do interior começaram muito bem o certame, enquanto o cabeça-de-chave demorou para engrenar. Confira a seguir:

São Paulo

Até a sexta rodada do Paulistão, o São Paulo tinha mais empates que qualquer outro resultado. Mais do que isso: eram tantas igualdades que o número de derrotas e vitórias, somado, era igual ao de jogos com placar igualitário.

Os resultados colocavam o Tricolor na velha realidade de equipes treinadas por Fernando Diniz: boa exibição, mas sem segurança no placar. A ótima goleada ante o Oeste (4 a 0 em Barueri) anunciou uma mudança - que foi colocada em xeque após a derrota para o Binacional, na Copa Libertadores da América; e, também, em partes, após a equipe reserva ser superada pelo Botafogo em Ribeirão Preto.

Antes da parada para a pandemia, porém, o Tricolor estava em ascensão. Venceu a LDU na Libertadores e virou no clássico contra o Santos. Vale destacar, também, o grande começo de ano de Daniel Alves e a recuperação das boas atuações de Alexandre Pato e Pablo.

O São Paulo teve uma grande baixa: já negociado, Antony foi para a Holanda atuar pelo Ajax. O São Paulo, porém, teve o retorno de alguns atletas: Paulinho Bóia (inscrito no Paulistão) e Gonzalo Carneiro (que ficou de fora)

Mirassol

Para uma equipe do interior, os jogos contra as grandes equipes do estado são tidos como bônus: o que vier, é lucro - e nada pode ser exigido do clube com menor orçamento. E foi apenas para equipes da Série A nacional que o Leão da Araraquarense perdeu. 

As duas derrotas do Mirassol no certame foram para Palmeiras e Santos. Contra o Corinthians, logo na segunda rodada, a equipe empatou - um dos três empates no tridente inicial de rodadas, que foi seguido por duas vitórias. Se o desempenho caiu após tal período (duas mortes, duas vitórias e um empate), a última rodada antes da parada foi ótima: 1 a 0 no Santo André, líder do certame.

Embora ainda não esteja matematicamente classificado para as quartas-de-final, parece questão de tempo para que o clube se assegure na próxima fase - isso, é claro, se os desfalques permitirem. Falaremos disso mais para frente. Nada mal para quem brigou contra o rebaixamento nas últimas duas competições.

A equipe contratou Moraes, lateral-esquerdo que estava no Atlético-GO; Alison, volante da AparecidenseParaíba, atacante, e Wellington, zagueiro, da Oliveirense-POR; Netto, atacante que estava no Internacional; Luiz, goleiro do São Caetano; Zé Roberto, atacante do Baniyas-EAU.

O clube também perdeu quatro jogadores para a Ponte Preta: CamiloErnandes, Luis Oyama e Neto Moura

Internacional de Limeira

Nas primeiras cinco rodadas do Paulistão, é justo dizer que o Leão de Limeira era uma das sensações da competição. Treinado por Elano Blumer, o time somou três vitórias - uma delas contra o Corinthians em plena Arena. O problema veio depois.

Ainda que por placares mínimos, a Inter perdeu três jogos em sequência. A campanha, que era sólida, passou a ocupar a parte de baixo da tabela - e conviver com o risco de rebaixamento. Após o período de trevas, a volta dos pontos: dois empates - o último deles, antes da parada, ante o Palmeiras.

Hoje, a classificação parece distante do campeão paulista de 1986. O risco de rebaixamento existe, e os dois confrontos diretos que vêm para frente serão determinantes. Apesar disso, o risco de cair é pequeno - não necessariamente por méritos do Leão, mas, sim, por conta da fragilidade dos rivais da parte de baixo da tabela.

O Leão optou por caminho semelhante ao do São Paulo. O clube não perdeu atleta algum. Mais do que isso, contratou dois reforços: Recife, volante do Sergipe; e Raul Gustavo, que estava na equipe sub-23 do Corinthians.

Ao todo, o elenco da equipe conta com 32 atletas - número muito razoável para quem subiu da Série A2 em 2019.

Ituano

O começo da campanha do Galo no certame não foi nada promissor. Ainda que contra uma equipe grande, a goleada de 4 a 0 do Palmeiras pareceu impedir o crescimento do Ituano no certame. Tanto que, nas cinco primeiras rodadas, apenas três pontos - em sequência, em empates entre a terceira e a quinta rodadas. 

Mais do que os resultados em si, vale relembrar os adversários. Derrota para o Oeste, empates contra Botafogo e Água Santa - todos muito ameaçados pelo rebaixamento. As duas primeiras vitórias vieram logo na sequência - uma delas, contra o Santos. Se a parada por conta da pandemia veio após uma boa exibição e um empate contra o Corinthians, foram mais duas derrotas no currículo do Galo.

O Ituano está apenas dois pontos à frente da zona de rebaixamento, empatado com uma série de times. A tabela aguarda dois confrontos extremos até o final da fase de classificação: contra a também ameaçada Ferroviária e ante o líder Santo André.

Pouca coisa mudou no Galo da Japi. Dos atletas mais promissores da base ituana, Gui Mendes, atacante do clube, foi emprestado para o Cruzeiro.

Por outro lado, um atacante também retornou. Marquinho, que começou o Paulistão no Água Santa, voltou ao clube.

Classificação do Grupo C:

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

 

Próximos jogos

(Todos os duelos estão no Horário de Brasília)

São Paulo

Red Bull Bragantino - Morumbi, quinta-feira (23) - 20h 

Guarani - Vila Belmiro, domingo (26) - 16h

Mirassol

Água Santa - Distrital do Inamar - quinta-feira (23), 15h

Ponte Preta - Primeiro de Maio - domingo (26), 16h

Internacional de Limeira

Oeste - Arena Corinthians - quinta-feira (23), 17h30

Ferroviária - Morumbi - domingo (26), 16h

Ituano

Ferroviária - Canindé - quarta-feira (22), 16h30

Santo André - Canindé - domingo (26), 16h

VAVEL Logo