São Paulo enfrenta Mirassol no primeiro mata-mata de Fernando Diniz
Fernando Diniz enfrenta primeira eliminatória no São Paulo (São Paulo FC/Divulgação)

As quartas-de-final do Campeonato Paulista 2020 serão abertas com o duelo dos dois primeiros colocados do Grupo C do certame. Com o inusitado regulamento, São Paulo e Mirassol, líder e vice, respectivamente, da chave, medem forças apenas na fase eliminatória. A peleja acontece nesta quarta-feira (29), às 19h (Horário de Brasília), no Cícero Pompeu de Toledo, popularmente conhecido como Morumbi.

Em jogo, além da vaga nas semifinais, cada equipe luta por objetivos distintos. O São Paulo, que não conquista o campeonato estadual desde 2005 e não ergue qualquer troféu desde 2012, vê no Paulistão a chance de sair da fila. O Mirassol tenta alcançar o local entre os quatro melhores do estado pela primeira vez na história.

Dinizismo à prova

Após ganhar folga no final de semana, quando apenas Tiago Volpi jogou na vitória ante o Guarani, os titulares do São Paulo jogam um mata-mata pela primeira vez com Fernando Diniz na casamata. O comandante tricolor, exaltado pelo seu estilo de jogo ofensivo e de toque de bola, ainda não conquistou títulos de expressão - embora seja elogiado por muitos ligados ao futebol pelas ideias com que trabalha.

O Tricolor conta com apenas dois desfalques. É bem verdade que eles pouco atuaram no Tricolor. Joao Rojas, contundido no joelho desde 2018, não atua há três semestre. Já Walce se machucou no começo do ano e segue baleado. 

Em entrevista à SPFCTV, Tiago Volpi comemorou o fator casa. "É importante, nossa casa, nosso estádio, onde estamos adaptados e conhecemos. Nada melhor do que jogar dentro do Morumbi", destacou o titular do líder do Grupo C do Campeonato Paulista.

Provável escalação: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Pablo, Vitor Bueno e Alexandre Pato

Técnico: Fernando Diniz  

Pelo recorde

As melhores colocações do Mirassol no Campeonato Paulista Série A1 aconteceram nas edições 2009 e 2011. Em ambos os anos, a equipe verde-e-amarela ficou na sétima colocação. Caso elimine o São Paulo, automaticamente chega, no mínimo, na quarta posição. Pode melhorar tal número mesmo que caia, mas busca, obviamente, a história.

Além de todos os atletas perdidos na parada por conta da pandemia (foram dezoito ao todo), o atual elenco tem duas baixas: Paulo Roberto e Frank estão machucados e não atuam ante o Tricolor.

Zagueiro e capitão da equipe, Reniê pregou, em coletiva de imprensa, que a equipe não teme o adversário.

"O São Paulo é uma grande equipe. Sabemos que vamos encontrar grandes dificuldades, mas o jogo se resolve dentro do campo. Vamos trabalhar esses dias até a partida, nos preparar mentalmente, ouvir os ajustes que precisam ser feitos para estamos muito bem na quarta-feira e darmos o nosso melhor em busca da classificação. Temos totais condições de fazer uma grande partida e vamos lutar pelo nosso objetivo. Confiamos em nossa equipe, em nossos conceitos e vamos lutar até o fim por isso", finalizou o jogador.

Provável escalação: Kewin; Daniel Borges, Reniê, Tiago Alves e Mores; Alison SIlva, Du e Danilo Boza; Juninho, Netto e Zé Roberto

Técnico: Ricardo Catalá

Arbitragem

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Anderson Jose de Moraes Coelho

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral

VAVEL Logo