Herói improvável! A correria de Zé Roberto rende dois gols e desabafo
Foto: Reprodução/FPF

No Morumbi, o desfigurado Mirassol se superou de uma forma brilhante ao bater o São Paulo por 3 a 2 pelas quartas de final do Campeonato Paulistão. O time do interior conseguiu despachar o Tricolor mesmo após perder 18 jogadores durante a paralisação do futebol. Mas há males que vêm para o bem, não é mesmo?! Zé Roberto que o diga.

Atacante com faro de gol desde 2019, Zé Roberto abriu o jogo sobre sua chegada ao Leão. No ano passado, ele foi vice-artilheiro da Série B do Brasileirão com a camisa do São Bento: 14 gols em 33 jogos. Tal feito lhe rendeu vaga para disputar a Série A pelo Atlético-GO para 2020. O jogo virou, foi contratado pelo Baniyas, dos Emirados Árabes Unidos, e perdeu o ritmo de jogo. Em cinco meses fora do Brasil, foram apenas seis jogos e um gol. Nesta noite de quarta-feira (29), veio a reviravolta.

Pelas quartas de final do Paulistão, o Mirassol chegou como franco-atirador diante do grande favorito São Paulo de Fernando Diniz. Então, o time de amarelo matou o Tricolor por 3 a 2, com dois gols de quem a favor do Leão? Dele mesmo, de Zé Roberto, que desabafou o atacante ao canal Premiere depois do jogo:

"Nem nos meus melhores sonhos pensei nisso. Eu vim para treinar, na verdade. Vim dos Emirados. De madrugada me ligaram, peguei o voo, cheguei ontem (terça, 28), treinei e pude fazer dois gols. Só agradecer a Deus mesmo, minha família, minha namorada, todos juntos comigo."

O futebol é maravilhoso justamente por sua imprevisibilidade. Mas ser chamado para jogo de última hora, estar fora de entrosamento com companheiros e ainda marcar dois gols contra um grande da capital é, com certeza, um feito e tanto. História que Zé Roberto pode contar para, no mínimo, duas gerações seguintes.

Agora, o Mirassol espera para ver quem será o adversário nas semifinais. O que vier é lucro para o Mirassol? Talvez, mas o time amarelinho vai lutar com unhas e dentes com quem quer que seja.

VAVEL Logo