Bahia vence Confiança e avança à final da Copa do Nordeste pela oitava vez
Felipe Oliveira/EC Bahia

Em Salvador-BA, o segundo confronto das semifinais nordestinas foi recheado de tensão e sufoco para ambos, assim o jogo foi decidido apenas na reta final do segundo tempo. Bahia venceu o Confiança por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (29), no estádio de Pituaçu. Com este placar, a equipe baiana avança para a final da Copa do Nordeste e enfrenta o Ceará, que venceu o Fortaleza pelo mesmo placar na noite de terça-feira (28).

Será a oitava final que o Bahia vai disputar em busca da conquista na Copa do Nordeste. Antes, três títulos (2001, 2002 e 2017) e quatro vices (1997, 1999, 2015 e 2018). Em contrapartida, o Ceará terá sua terceira decisão do Nordestão depois de um título (2015) e um vice (2014).

A marca de Roger Machado

Mesmo após a paralisação, com grandes chances de desgaste para os jogadores, o técnico Roger Machado conseguiu fortalecer as duas linhas do Bahia, defesa e meio, fortalecendo a saída de bola para o meio-campo poder distribuir para o ataque, que em maioria, na corrida proporcionada pelo camisa 7, Élber. Este mesmo jogador é bastante acionado para contra-atacar, e até mesmo quando cria jogadas desde o goleiro Anderson, até o centroavante, Fernandão.

O “confiante” Confiança

André Moritz, camisa 9 do Dragão, em entrevista, relatou a tática do clube sergipano de jogar no erro do adversário, por isso, a equipe ficou em grande parte do primeiro tempo pressionando o Esquadrão, tentando induzir ao erro para aproveitar as oportunidades em caso de contra-ataque. No entanto, a partir do segundo tempo, a equipe buscou protagonismo, mas falhou na conclusão de todas as jogadas. Levou perigo, ameaçou, mas não fez o gol.

Destaque para o atacante Élber, que correu o campo inteiro quase que os 90’ minutos da partida, que não foi todo por ter sido substituído nos acréscimos. O camisa 7 participou da maioria das jogadas do Esquadrão, que em algumas oportunidades relatadas acima, iniciou nos pés do goleiro Anderson. Até mesmo em contra-ataques que causou bastante dificuldade para o time do Confiança acompanhar o baixinho.

A pressão do Bahia deu certo apenas aos 42’ minutos do segundo tempo, no golaço de Danielzinho, que tinha acabado de entrar na partida, recebendo a bola do destaque Élber, e de longe acertou um belo chute no canto direito do Rafael. Se não fosse o goleiro do Confiança, e os erros de finalização do Bahia, a equipe baiana poderia ter saído com um placar maior.

Final marcada para paralisar o Nordeste

Contudo, Bahia enfrentará o Ceará na final da Copa do Nordeste em dois jogos, o primeiro no sábado (1), às 16h. E o segundo, na terça-feira (4), às 21h30.

VAVEL Logo