CRB derrota CSA, é campeão alagoano e ganha vaga na Copa do Nordeste
Foto: Divulgação / Clube de Regatas Brasil

Disputado desde 1916, o centenário Clássico das Multidões decidiu o estadual em Alagoas mais uma vez nesta temporada. Quem levou a melhor foi o CRB, que bateu o CSA por 1 a 0 no Estádio Rei Pelé e chegou ao 31º título na noite desta quarta-feira (05).

O maior campeão alagoano é o CSA, com 39 conquistas, que havia vencido o clássico do último dia 31 de julho pelo mesmo placar com gol de Alan. No entanto, desta vez quem levou a melhor foi o CRB, que abriu o placar logo no primeiro tempo e sustentou a vantagem.

Bicampeão pelo CSA, o técnico Marcelo Cabo trocou de lado neste ano e embalou o terceiro título consecutivo do Campeonato Alagoano. 

Além da taça e da premiação, o CRB também se garantiu na fase de grupos da Copa do Nordeste. Já o CSA terá que disputar os playoffs do torneio. Ambos também estão classificados para a próxima edição da Copa do Brasil.

Jogada ensaiada decidiu o clássico

A partida começou movimentada, sendo que o CSA levou perigo com Michel Douglas e Bilu, em cobrança de falta. Enquanto isso, Diego Torres e Léo Gamalho finalizaram para o CRB. 

Marcelo Cabo teve que mexer logo aos 15 minutos porque o volante Carlos Jatobá sentiu dores e deixou o gramado para a entrada de Washington. 

Os goleiros também trabalharam bastante. Aos 27', Thiago Rodrigues pegou um chute de primeira do argentino Diego Torres e cedeu o escanteio. A resposta veio dez minutos depois, quando Rafael Bilu obrigou Victor Souza a buscar uma bola no ângulo. Aos 39', Léo Gamalho testou o goleiro do CSA ao encher o pé de fora da área, mas ele fez  defesa em dois tempos.

Os destaques do CRB foram recompensados ao participaram do lance mais importante da partida. Aos 46', Diego Torres cruzou a bola na área, Léo Gamalho desviou e ela sobrou para Igor Cariús, que infiltrou no meio da defesa, livrou-se da marcação de Márcio Araújo e cabeceou no canto direito: 1 a 0.

Foto: Divulgação / CRB
Foto: Divulgação / CRB

Bola na trave, gol de goleiro anulado e muita emoção

Durante o intervalo, o técnico Eduardo Baptista colocou Nadson e Allano nas vagas de Andrigo e Rafael Bilu. O primeiro teve duas oportunidades logo no início, sendo uma quando apareceu na segunda trave e outra em cobrança de escanteio fechada, mas o goleiro do CRB levou a melhor e conseguiu afastar o perigo.

Aos 14', Michel Douglas também desviou um cruzamento que veio da ponta esquerda, mas a bola passou à direita da meta do CRB.

A arbitragem deu oito minutos de acréscimos e o jogo ficou aberto até o apito final. Aos 46', o time regatiano quase ampliou com Felipe Menezes, após contra-ataque puxado por Bill que achou o camisa 19 na área. Ele estava cercado por três jogadores, mas conseguiu tocar na bola e ela quicou perto da linha até bater no pé da trave. Thiago Rodrigues não conseguiu pegar o rebote, mas aí Igor Fernandes deu um chutão para o campo de ataque.

Na sequência, aos 47', o veterano Alecsandro cabeceou para baixo com força, mas o goleiro Victor Souza reagiu rápido e conseguiu evitar o que seria o gol de empate.

No último lance do jogo, aos 54 minutos, o CSA teve cobrança de falta na ponta direita e o goleiro Thiago Rodrigues foi para a área do CRB. Ele conseguiu mandar a bola na rede, mas como estava em posição de impedimento o gol foi anulado. Os jogadores cercaram a arbitragem, que não voltou atrás e ainda advertiu o camisa 12 com um cartão amarelo por reclamação.

Vem aí a Série B

Finalizado o estadual, CRB e CSA agora concentram suas atenções para a estreia na Série B do Campeonato Brasileiro. Ambos entram em campo neste sábado (8), sendo que o Galo vai a Caxias do Sul enfrentar o Juventude e o Azulão recebe o Guarani em Maceió.

VAVEL Logo