#BrasileirãoNaVAVEL: Os técnicos mais longevos do campeonato
Foto: Divulgação

No futebol brasileiro existe um hábito muito forte de rotatividade dos treinadores. Os motivos talvez se expliquem pela pressão da torcida ou pela impaciência dos cartolas, ambos obcecados na busca por resultados rápidos e conquistas. Pensando nisso, e aproveitando o retorno do Campeonato Brasileiro, separamos o top 3 técnicos mais antigos em seus respectivos cargos dentre os 20 clubes da série A.

Na elite do futebol nacional, 75% dos clubes possuem treinadores que iniciaram os trabalhos em 2020. Isso significa que apenas cinco clubes viraram o ano sem trocar de professor, são eles: Grêmio, Bahia, Goiás, Fortaleza São Paulo.

Confira os três técnicos mais antigos na posição, bem como um pouco da trajetória deles pelo clube.

Renato Gaúcho

Aos 57 anos, Renato comanda a equipe do Grêmio há três anos e 11 meses, é o treinador mais longevo no cargo. Embora com duas passagens anteriores no comando da equipe de Porto Alegre, essa terceira tem sido a mais duradoura e teve início em setembro de 2016.

A identificação de Gaúcho com o clube do qual foi, inclusive, campeão internacional vestindo a camisa 7, se estende também à torcida e se materializa nos títulos conquistados. Adepto do 4-2-3-1, nesses quase quatro anos conquistou oito títulos, sendo a Copa do Brasil e a Copa Libertadores as taças mais importantes.

Pela campanha da Liberta, ele recebeu o prêmio individual de Melhor treinador da competição. Para o Brasileirão 2020, espera-se que Renato conduza o Grêmio pelo menos ao G-4.

Roger Machado

Aos 45 anos, Roger comanda a equipe do Bahia há um ano e quatro meses, ocupando o segundo lugar como treinador mais antigo. Comandou sua primeira partida em nove de abril de 2019, contra o CRB, e saiu vitorioso por 1 a 0.

Mesclando entre 4-3-2-1 e 4-3-3, conquistou, no ano passado, o Campeonato Bahiano e conduziu o time de Salvador até a 11ª posição no Brasileirão, colocação classificatória à Copa Sul-Americana.

Como jogador, teve passagens em times brasileiros por Grêmio e Fluminense. Ao todo, são 55 partidas dirigindo a equipe do Bahia, colecionando 22 vitórias, 17 empates e 16 derrotas. Para a temporada nacional desse ano, espera-se que o Bahia consiga, no mínimo, se classificar novamente à Sula.

 Ney Franco

Aos 54 anos, Ney estreou na elite do futebol nacional treinando o Flamengo em 2006. Experiente e com títulos nacionais e internacionais, o mineiro está à frente do Goiás há um ano, sendo o terceiro técnico mais antigo no cargo.

Ao todo, são 27 jogos pelo clube goiano, com 10 vitórias, cinco empates e 12 derrotas. Em 2018 teve sua primeira passagem pelo time do Centro-Oeste, com duração de seis meses e o total de 34 jogos.

De volta à equipe no ano passado, organizou taticamente o time em 4-2-3-1 e terminou o Brasileiro em 10º lugar, alcançando classificação à Copa Sul-Americana. Nessa temporada, espera-se que Ney Franco e sua equipe consigam novamente ficar entre os 10 melhores colocados.

VAVEL Logo