Qualidade técnica e finalização: ex-treinadores avaliam Emerson Carioca, novo reforço do Volta Redonda
Foto: André Moreira/VRFC

Se em 2019 o Volta Redonda sentiu a ausência de João Carlos, lesionado durante parte da Série C, em 2020 o que não faltam são opções para a posição. Depois de acertar com Daniel, ex-America-RJ, nesta quinta-feira, a diretoria do Volta Redonda anunciou o atacante Emerson Carioca, de 24 anos, que estava na Cabofriense

O jogador, que já estava treinando com o elenco há duas semanas, assina até o fim da Série C 2020 e já está à disposição do treinador Luizinho Vieira para a estreia na competição, contra o Boa Esporte, na próxima segunda-feira, dia 10, às 18h, no estádio do Melão, em Varginha.

Emerson foi revelado nas categorias de base do Cruzeiro e tem passagens por VascoFriburguense, Audax Rio, Itaboraí Profute, Remo, Madureira e Cabofriense, sendo os dois últimos clubes  durante o Campeonato Carioca deste ano, quando marcou dois gols, ambos sobre o Botafogo.

Para entender um pouco mais sobre as características de Emerson, a VAVEL Brasil consultou treinadores que comandaram o jogador nos últimos anos.  

  • Paulo Roberto Miúdo – Itaboraí Profute 

Eu no Profute, o Emerson tinha passado pelo Vasco, onde as coisas não deram muito certo. Ele ficou meio desanimado com o futebol. Eu conversei com ele e expliquei que os gols que fazia pelo Vasco seriam os mesmos que faria pelo Profute e que daria uma alavancada na carreira. É um cara muito técnico, com poder de raciocínio muito rápido. Um finalizador que, quando chegou para mim era meia. Mas eu consegui centralizar ele e ele fez bastante gols, foi artilheiro” 

  • Toninho Andrade – Madureira 

Comigo jogou por dentro, como se fosse um “nove”, mas ele não é aquele nove fixo. É aquele nove que se movimenta, que sai da área, que gosta de buscar o jogo. É um jogador tecnicamente muito interessante. Ele briga por todas as bolas, não tem bola perdida com ele. Consegue proteger e jogar bem de costas, tem bom cabeceio, bate bem falta. O Emerson só precisa estar no peso para desenvolver melhor do que desenvolve, pois tecnicamente é muito bom” 

  • Luciano Quadros – Cabofriense

Emerson é um jogador de muita qualidade técnica, trata bem a bola, pensa rápido, tem ótima finalização e um bom cognitivo para as tomadas de decisão. Apesar do biótipo, treina muito e tem ótimo senso de competitividade, hoje como centroavante tem boa mobilidade por ter sido meia em outros tempos. Acredito que ainda tenha potencial para crescimento e isso será́ realizado com a melhora física.”

VAVEL Logo