Na expectativa de retornarem à elite, CSA e Guarani iniciam trajetórias na Série B 2020
Foto: Itawi Albuquerque/RCortez/CSA

O Campeonato Brasileiro da Série B em 2020 terá início para CSA e Guarani na noite deste sábado (8), a partir das 21 horas. No Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL, alagoanos e paulistas iniciam a principal competição da temporada para ambos. Embora os estaduais sejam importantes, o objetivo traçado por ambos os lados é estarem na Série A novamente. O Azulão do Mutange tenta fazer a gangorra para estar na primeira divisão após ser rebaixado em 2019. O Bugre está há uma década longe da elite.

Em seus estados, vice-campeonatos. O CSA foi derrotado pelo CRB e perdeu a chance do tricampeonato alagoano, enquanto o Guarani foi eliminado na última rodada da fase de grupos e, na final do Troféu do Interior, foi vencido pelo Bragantino. Em uma temporada atípica e um torneio ainda mais corrido, qualquer ponto se torna importante – melhor ainda em caso de vitória.

Equipes se enfrentaram na Série B de 2018 | Foto: Itawi Albuquerque/RCortez/CSA
Equipes se enfrentaram na Série B de 2018 | Foto: Itawi Albuquerque/RCortez/CSA

Atrapalhado pelo coronavírus

Apesar da derrota intensamente criticada ao arquirrival CRB e o fim do sonho do tricampeonato estadual, a ideia do CSA era manter a base que disputou a reta final do Campeonato Alagoano para iniciar a Série B. O pouco tempo de intervalo entre as partidas automaticamente forçaria a comissão técnica a seguir esse cronograma. Porém, o clube confirmou que oito jogadores foram contaminados com o novo coronavírus após testes feitos depois do Clássico das Multidões. Em nota oficial, outra informação foi que esses atletas (nomes não revelados por questões éticas) são assintomáticos e isolados. Com isso, a lista de relacionados também não foi divulgada.

As duas contratações exclusivamente para a Série B até o momento foram o volante Marquinhos e o atacante Netto, que disputaram o Paulistão por Internacional de Limeira e Mirassol. Novos nomes devem surgir, mas, independentemente do nome que estiver em campo, o técnico Eduardo Baptista deve manter a formação tática. O comandante azulino destacou que o time demonstrou evolução e espera recuperar o ambiente para que o time chegue firme na disputa pelo título nacional.

Eduardo Baptista, técnico do CSA | Foto: Matheus Pimenta/CSA
Eduardo Baptista, técnico do CSA | Foto: Matheus Pimenta/CSA

“A gente tem o objetivo de preparar a equipe para o principal objetivo do ano, que é o início da Série B, a busca do título brasileiro e a gente acredita que evoluiu mesmo diante dessa pandemia. A gente conseguiu evolução tática, física e ritmo de jogo para que pudesse iniciar o Brasileirão em ritmo. A gente fez os três últimos jogos muito competitivos, ainda tem algumas dificuldades que a gente está ajustando para que possa fazer uma boa Série B e motivar os atletas. É muito simples porque começa um campeonato de uma visibilidade internacional, importante, onde até o quarto lugar é praticamente um título. Mas a gente não busca só o acesso, a gente inicia a Série B em busca do título brasileiro”, afirmou.

Voltar ao bom início

O Guarani irá disputar sua quarta edição da Série B consecutiva. Campeão da Segundona em 1981, vice-campeão em 1991 e 2009 e terceiro colocado em 1990, o Bugre tenta aliar o time bem montado à tradição de ser o único time do interior brasileiro a conquistar um título brasileiro, em 1978. Longe daquele momento histórico, a equipe paulista esbarra nas limitações, mas o bom trabalho feito pelo técnico Thiago Carpini desde o ano passado dá esperança aos bugrinos. Em 2019, o time campineiro tinha o rebaixamento dado como certo após sequência horrível. Com a chegada de Carpini, a equipe reagiu e escapou do rebaixamento com rodadas de antecipação.

Thiago Carpini, técnico do Guarani | Foto; David Oliveira/Guarani FC
Thiago Carpini, técnico do Guarani | Foto; David Oliveira/Guarani FC

Na preparação para a estreia nesta noite, o zagueiro Romércio não vai estar disponível e sequer viajou. Deixaram a equipe o meia Ricardinho e o goleiro Matheus Cavichioli. Estão à disposição os reforços contratados: Arthur, Waguininho, Wálber, Elias Carioca, Rafael Pin e Didi. Nas três edições anteriores da Série B, o Guarani só venceu na estreia em 2017, contra o Brasil de Pelotas. Em 2018, foi derrotado pelo Fortaleza e empatou sem gols contra o Figueirense em 2019. Quebrar essa sequência negativa também é importante ao clube de Campinas.

Ficha técnica CSA x Guarani – Campeonato Brasileiro da Série B 2020, rodada #1

Estádio Rei Pelé, o Trapichão, em Maceió/AL – 21 horas deste sábado (8)

CSA – Thiago Rodrigues; Caio Felipe, Alan Costa, Leandro Souza e Rafinha; Geovane, Richard Franco e Nadson; Andrigo, Alecsandro e Netto. Técnico: Eduardo Baptista.

Guarani – Jefferson Paulino; Pablo, Didi (Wálber), Bruno Silva e Bidu; Deivid, Arthur Rezende, Lucas Crispim e Giovanny; Waguininho e Júnior Todinho. Técnico: Thiago Carpini.

Arbitragem – Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira (CBF/MG), auxiliado por Marcus Vinícius Gomes (CBF/MG) e por Leonardo Henrique Pereira (CBF/MG), com Hélder Brasileiro de Aquino (CBF/AL)

VAVEL Logo