Baixinho, argentino e ligeiro: Jonatan Gómez é essencial para o Sport
Foto: Divulgação/Sport

Aos 30 anos, Jonatan Gómez faz do Sport a casa de seu ótimo futebol para este 2020. Ano passado estava no CSA e também esbanjava muita qualidade no meio-campo. No Leão da Ilha, o camisa 16 já estreou bem no Brasileirão e marcou um gol na vitória recifense de 3 a 2 sobre o Ceará, recém-campeão da Copa do Nordeste, na noite do último sábado (08).

Uma das armas do Sport para a temporada é justamente o meio-campista argentino. Ele é o grande maestro do time rubro-negro para organizar as jogadas ofensivas do time treinado por Daniel Paulista. Por conta disso, uma boa atuação do ataque leonino passa pelos pés do hermano.

Contra o Ceará, Gómez mostrou sua agilidade com a bola. Os meiões abaixados deixam o argentino destacado em campo — pouco se vê isso atualmente. Então, foi fácil ver a movimentação dele no terceiro gol rubro-negro: o camisa 16 sempre está na segunda bola, com a sobra, e quando ela aparece em sua frente, não titubeia em finalizar. Claro que teve uma ajudinha do goleiro alvinegro Fernando Prass, mas o arremate argentino foi firme.

Não é só pelo gol que se mede uma atuação. Jonatan Gómez é fundamental na movimentação rubro-negra. Ele arma o jogo sempre visando o melhor passe, mas se abrir ele chuta. O argentino olha à sua esquerda e tem Leandro Barcia, à direita tem Patric e Rafael. Ou seja, o time do Sport abre muito pelas pontas, deixando o trabalho de Gómez ainda mais carregado de responsabilidade pelo meio.

Já que foi rebaixado com o CSA ano passado, o argentino agora espera mostrar um futebol suficiente para deixar o turbulento Sport — em crise financeira — na ele do futebol brasileiro.

VAVEL Logo