Red Bull Bragantino explora marcação frouxa, mas Botafogo busca empate 
Foto: Divulgação/RB Bragantino

Red Bull Bragantino e Botafogo ficaram no empate em 1 a 1 nesta quarta-feira (12) pela segunda rodada do Brasileirão 2020. Alerrandro marcou pelo time paulista, e Matheus Babi buscou o empate para os cariocas.

O confronto tinha muitos fatores envolvidos: era a estreia do aniversariante alvinegro na competição, a volta do Massa Bruta ao Estádio Nabi Abi Chedid após quase cinco meses, o reencontro entre as equipes após 22 anos e o primeiro encontro entre Botafogo e Felipe Conceição desde que ele saiu do comando alvinegro criticado pela torcida em 2018.

Estratégias

Felipe Conceição manteve o 4-3-3 ofensivo da rodada anterior, promovendo apenas a entrada de Claudinho. A zaga contou com Léo Ortiz e Fabrício Bruno. Nas laterais, Aderlan e Edimar tiveram participações discretas. Ricardo Ryller, Matheus Jesus e Claudinho formaram a trinca no meio, com os dois últimos bem acionados e movimentando-se bastante no ataque. E, na frente, Artur e Morato deram trabalho pelos lados, enquanto Alerrandro marcava presença na área.

Paulo Autuori não apresentou mudança de esquema apesar de desfalques no ataque, mantendo o 4-3-3. Marcelo Benevenuto e Kanu formaram a dupla de zaga, enquanto Barrandeguy e Victor Luís, mais ofensivo pela esquerda, cuidaram das laterais. O jovem Caio Alexandre e o experiente Honda fizeram uma dupla de volantes que defendia sem a bola e começava a armação das jogadas. Mais à frente, Bruno Nazário cuidava da criação para as jogadas de ataque, onde Rhuan e Luís Henrique tentavam em velocidade pelos lados, e Matheus Babi centralizado.

Botafogo não encaixa marcação

A primeira etapa obrigou as equipes a mudarem de postura em relação ao planejado logo no início. Aos cinco minutos, boa troca de passes pela esquerda, cruzamento na segunda trave, Artur cabeceou para o meio, e Alerrandro colocou para dentro, abrindo o placar para o Bragantino. No lance, chamou atenção o espaço que a defesa do Botafogo deu na pequena área, erro que ainda seria repetido.

Apesar de precisar correr atrás do resultado desde tão cedo, o que se viu foi um alvinegro abatido sem ritmo. O Massa Bruta utilizava bastante seus lados com Artur, Morato e Matheus Jesus para enfiadas de bola na área. Além disso, não desfez a marcação alta pela vantagem no placar, conseguindo roubadas de bola perto da área adversária.

Enquanto isso, o Botafogo pecava com uma marcação muito frouxa na entrada e dentro da área, com as linhas e os jogadores distantes, cedendo muitos espaços, os quais eram aproveitados, especialmente, por Alerrandro e Artur. Sem movimentação e criação no meio-campo, a bola não chegava no ataque alvinegro.

No segundo tempo, o Botafogo continuou com as linhas espaçadas, mas conseguiu sair mais da marcação pesada do time paulista. Já o Bragantino resolveu apostar em mais chegadas pelo meio, arriscando finalizações frontais.

Aos 20 minutos, aproveitando um espaço incomum, Guilherme arrancou pela esquerda, passou por dois adversários, cruzou na pequena área e encontrou Matheus Babi bem posicionado, que empurrou para o gol, empatando a partida. Vale ressaltar a troca de lado entre Guilherme e Luís Henrique minutos antes, deixando o autor da assistência mais à vontade por ser lateral-esquerdo de origem.

A partir dos 30, os dois técnicos começaram uma série de substituições, deixando claro o que cada um queria do jogo, considerando o empate parcial. Enquanto Felipe Conceição tirou um volante (Ryller) para a entrada de um atacante (Ytalo), Autuori optou por reposições defensivas, como o zagueiro Rafael Foster no lugar de Honda, que saiu lesionado. O Botafogo passou, portanto, para um esquema com três zagueiros.

E, na prática, foi o que se viu. O Massa Bruta não saiu mais do campo de ataque, tentando o gol da vitória através de chutes de longe e enfiadas na área. No entanto, assim como em seu jogo anterior, faltou eficiência na frente, e o placar não sofreu alteração.

Classificação e próximos compromissos

Com o empate em casa, o Bragantino fica na oitava posição do Campeonato Brasileiro com dois pontos. O próximo compromisso do Massa Bruta é fora de casa contra o Bahia no domingo (16), às 16h.

Já o Botafogo, com um jogo a menos, ocupa a décima colocação com um ponto. O Glorioso volta a campo também no domingo (16), às 19h30, quando visita o Fortaleza.

VAVEL Logo