Justiça ordena bloqueio de R$ 6,8 milhões em contas de ex-dirigentes do Cruzeiro
Foto: Divulgação/Cruzeiro

O Cruzeiro conseguiu mais um passo importante para se reerguer. O clube conseguiu um bloqueio de R$ 6,8 milhões nas contas do ex-presidente, Wagner Pires de Sá, e do ex-VP de futebol, Itair Machado.

O desembargador Marco Aurélio Ferenzini indeferiu o pedido celeste para o valor servir como garantia de recebimento em caso de condenação dos dirigentes.

Na última segunda-feira (10), Wagner Pires de Sá, o ex-diretor geral Sérgio Nonato e quatro empresários foram indiciado pela Polícia Civil por quatro crimes: apropriação indébita, falsidade ideológica, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

"Assim defiro o pedido de concessão de efeito ativo ao presente recurso, para deferir a cautelar ao arresto vindicada, no limite de R$ 6.861.243,06 em desfavor de todos os agravados", decidiu o magistrado.

Wagner Pires de Sá ficou no Cruzeiro até o fim do ano passado, após renunciar à presidência quando a equipe caiu para a segunda divisão. Itair Machado era o homem forte do futebol, mas deixou o clube em outubro de 2019 durante crise política, administrativa e financeira.

O ex-VP de futebol está internado desde o dia 4 de agosto em um hospital particular em Belo Horizonte, por conta de uma infecção causada pelo Coronavírus e um quadro de cetoacidose.

VAVEL Logo