Roberto Natel será candidato à presidência do São Paulo contra Casares
Roberto Natel, candidato à presidência do São Paulo (Rubens Chiri/São Paulo FC)

A eleição que definirá o sucessor de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, na presidência do São Paulo já tem nomes definidos. Julio Casares, da situação (embora rompido com a atual diretoria) já era conhecido e, neste sábado (15), Roberto Natel ganhou a disputa pelos lados da oposição.

O principal nome que disputava a nomeação junto com Roberto Natel era Marco Aurélio Cunha, que participa há pouco mais de quinze anos (embora não consecutivamente) da vida política tricolor. Sylvio de Barros também concorria.

A votação da oposição foi online e com voto secreto de cada um dos conselheiros que se proclamam oposição atualmente. Natel teve 60 votos no segundo turno, contra 39 de MAC. No primeiro turno, o vencedor teve 48 votos, contra 31 de Marco Aurélio Cunha e 21 de Sylvio de Barros.

A própria votação, porém, indica que a oposição é minoria entre os conselhos - o que indica que a maioria está com Julio Casares, há meses em campanha aberta. Os cem votos são insuficientes para formar maioria, já que serão 260 conselheiros aptos a votar na eleição, que acontecerá em dezembro de 2020. 

Teia política

Roberto Natel, atualmente, é vice-presidente do São Paulo. Ele, porém, assim como outros conselheiros e diretores que ajudaram a eleger Leco, está rompido com o atual presidente há anos. 

Ele é sobrinho de Laudo Natel, duas vezes governador de São Paulo durante o governo militar. Também foi presidente do SPFC entre 1958 e 1971, período em que foi construído o estádio Cícero Pompeu de Toledo, popularmente conhecido como Morumbi. O CFA de Cotia, CT das categorias de base tricolores, leva o nome do dirigente, morto em maio de 2020.

VAVEL Logo