Ataque
ineficiente: apesar de domínio na posse de bola, Ceará peca nas finalizações contra o Vasco
Foto: Felipe Santos / Ceará

O momento do Ceará não é bom no Campeonato Brasileiro 2020. A equipe cearense enfrentou o Vasco da Gama nesta quinta-feira (20), no Castelão, em jogo válido pela quarta rodada, e perdeu novamente. Com gols de Germán Cano, Fellipe Bastos e Ribamar, o time carioca venceu por 3 a 0 fora de casa.

Estratégias e números

O técnico Guto Ferreira mandou o Ceará a campo no 4-2-3-1, que durante a partida se transformou em 4-1-4-1. Fernando Prass no gol, Tiago e Luiz Otávio na defesa, Samuel Xavier e Bruno Pacheco nas laterais. Ricardinho foi o volante que cuidou da marcação, enquanto Charles, Matheus Gonçalves, Sobral e Lima ficaram encarregados de fazer a ligação do meio campo ao ataque para que a bola chegasse nos pés do atacante Cléber.

O treinador Ramon Menezes, enquanto isso, preferiu usar o 4-3-3. Fernando Miguel no gol, Ricardo Graça e Leandro Castán na defesa e a dupla de laterais sendo formada por Claudio Winck e Henrique. Andrey e Fellipe Bastos foram os volantes e apenas Neto Borges foi o meio-campista escalado para fazer a bola chegar ao trio formado por Benítez, Cano e Talles Magno no ataque.

Nas estatísticas, o Vozão teve mais domínio na posse de bola: 58 contra 42% do adversário. Levou vantagem também na quantidade de finalizações: 22 no total, mas apenas duas no alvo; foram nove para fora e onze travadas. O time vascaíno teve apenas cinco oportunidades de ataque, mas quatro foram no alvo. Os anfitriões tiveram 480 passes (412 certos) contra 362 passes (294 certos) dos visitantes.

Mesmo superior na partida, Ceará não aproveitou as oportunidades e foi derrotado

O Vasco não começou bem a partida. O time carioca, além de errar muitos passes nos minutos iniciais, deixou o Ceará pressionar desde o início até o fim do primeiro tempo, além de ficar recuado em seu campo de defesa. Aos 11, em cobrança de escanteio venenosa de Ricardinho, o goleiro Fernando Miguel foi obrigado a fazer bela defesa.

Quando estavam sem a bola, os cearenses optaram pela marcação pressão, oferecendo muitas dificuldades ao Vasco na saída com a bola. A resposta do adversário, porém, veio aos 18 com Benítez, sendo o primeiro lance trabalhado com a bola no chão ao invés da bola parada.

Apesar do domínio na posse de bola, que chegou a ser de 55 contra 45% no primeiro tempo, o Ceará não criou chances de gols e passou muito longe de oferecer perigo. Por outro lado, os vascaínos acionaram muito pouco seu trio de ataque, que não ameaçou a meta de Fernando Prass.

Após o intervalo e mesmo encurralados na defesa, os cariocas voltaram mais dispostos ao ataque quando surgiam as oportunidades. Parte do segundo tempo foi com o mesmo panorama do primeiro, além de ficar mais truncado, com mais faltas e menos espaços.

Aos 22, entretanto, o jogo mudou de ritmo com o marcador inaugurado pelo Vasco. Através de erro na marcação com Luiz Otávio, Benítez iniciou a jogada, passou para Andrey, e o volante deu assistência na hora certa para o artilheiro Germán Cano.

Em desvantagem no placar e de maneira tardia, o técnico Guto Ferreira resolveu colocar o experiente Rafael Sobis na partida, no lugar de Sobral. Aos 30, em finalização do atacante, a bola carimbou a trave. A defesa do time da Colina estava desarrumada no lance.

Foto:Rafael Ribeiro / Vasco
Foto:Rafael Ribeiro / Vasco

Os cariocas responderam dois minutos depois com golaço de Fellipe Bastos, que bateu muito bem na bola e acertou o gol de fora da área. Em outro momento na partida após as substituições, o Vasco tomou conta das ações nos momentos finais, e o Ceará, por sua vez, desanimou.

Deu tempo para Ribamar, que entrou na vaga de Cano, fazer o terceiro e último gol dos vascaínos nos acréscimos. Aos 49, em contra-ataque puxado pelo lado esquerdo, a bola parou no canto do gol de Fernando Prass.

Mesmo não sendo superior nos 90 minutos, o Vasco aproveitou melhor as oportunidades, soube finalizar bem ao gol e ganhou três pontos, enquanto os anfitriões tiveram grande domínio da partida e ficaram de mãos abanando.

Classificação e próximos compromissos

Com a vitória, o Vasco continua com 100% de aproveitamento no Campeonato Brasileiro. São três vitórias em três jogos e, portanto, assumiu a liderança da tabela com 9 pontos. O próximo jogo será contra o Grêmio no domingo (23), no São Januário, às 16h.

O Ceará, enquanto isso, ainda não sabe o que é vencer. O Vozão conquistou apenas 1 ponto em quatro partidas e por isso amarga a vice-lanterna. A equipe tentará se recuperar diante do Bahia, também no domingo, no Castelão, às 20h.

VAVEL Logo