Domènec elogia atuação contra Botafogo e afirma que pretende usar 4-3-3 no Flamengo
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Neste domingo (23), o Flamengo sofreu para conseguir o empate em 1 a 1 no clássico diante do Botafogo, no Maracanã. Pela quinta rodada do Brasileirão, Pedro Raul pôs o Glorioso na frente já aos 48 minutos do segundo tempo, mas Gabigol converteu pênalti aos 56', evitando nova derrota, assim como no 1 a 1 contra o Grêmio, na rodada passada. Ficou clara outra atuação sem resultado positivo. Entretanto, o treinador rubro-negro Domènec Torrent viu melhora na atuação deste final de semana.

Depois do jogo, o comandante espanhol esclareceu o que quer implantar no Flamengo daqui para frente. Também elogiou as habilidades de Diego Ribas e Éverton Ribeiro dentro do sistema 4-4-3 que ele deseja:

"Nós precisamos jogar com todos os jogadores, porque temos muitos jogos. Depois do Santos, temos a cada dois, três dias, novo jogo, e precisamos rodar os jogadores. Eu falo muito com os médicos, porque é importante saber como estão todos. Mas eu queria jogar no 4-3-3, com dois jogadores entre linhas criativos, como são Diego e Éverton Ribeiro e dois jogadores mais abertos. Acho que jogamos melhor do que da outra vez (Grêmio), mas o resultado foi o mesmo. Empatamos. Acho que foi o nosso melhor jogo aqui. Trabalhamos todos esses dias jogando um pouco distinto. Vamos mudar pouco a pouco. Precisava de jogadores com outras qualidades, dar descanso a outros jogadores, porque jogaram todas", disse Domènec.

Com alterações nos últimos jogos, mas ainda sem gastar as cinco substituições, o espanhol lembrou que vai fazer mudar seguindo os relatórios que recebe do departamento físico do clube. Assim, ele alia a parte técnica com a física. Tudo isso garantir titularidades por enquanto:

"Por isso digo que é claro que precisamos de tempo. Só temos tempo para treinar, só para recuperar e jogar novamente. Temos que tentar jogar com os melhores jogadores em cada momento. E os melhores não são nomes, muitas vezes são os que estão na melhor forma. Vamos tentar jogar sempre com os melhores", comentou Dome.

Acertar a pontaria é essencial

Foram 15 finalizações contra o Botafogo. Ao todo, nas cinco primeiras partidas do Brasileirão, são 67 chutes: 19 no gol. 30% das tentativas acertaram a meta. Por isso, Dome afirmou que o Flamengo precisa aprimorar arremates. E isso carece treinos:

"Tem dois lados. A boa notícia é que criamos chances, mas não é bom não fizemos gol. Trabalhamos finalização nos treinos. Muitas vezes você tem várias chances e não faz. Outro time tem duas chances e faz. Isso acontece em todo lugar. Esses jogadores que têm muito faro de gol como Gabriel, Bruno Henrique e Arrascaeta num jogo vão fazer três, quatro gols. Vai acontecer. Mas quando não se está tudo 100% é porque não é fácil trabalhar quando tem pouco treino. Mas com treinos vão começar a fazer gol e não vai parar", analisou o catalão.

Com cinco pontos, o Flamengo ocupa parcialmente a 12ª posição e tem o Santos pela frente na sexta rodada, às 16h do próximo domingo (30), na Vila Belmiro. Antes, na segunda-feira (24), o chileno Mauricio Isla será apresentado.

VAVEL Logo