"Faltou jogar", lamenta Roger Machado após derrota do Bahia para Ceará
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Após vencer os dois primeiros jogos do Brasileirão, o Bahia arrancou um empate diante do São Paulo no Morumbi e no último final de semana perdeu pela primeira vez no campeonato - 2 a 0 para o Ceará, na reedição da final da Copa do Nordeste.

O alvinegro levou a melhor outra vez e o técnico Roger Machado cobrou o elenco do Tricolor.

"Em uma noite em que tecnicamente muitos jogadores não estão bem o coletivo vai sofrer. O time bem abaixo, sobretudo no primeiro tempo. Em determinados momentos entregamos a bola para o adversário e isso nos desgasta muito. O que nos faltou foi colocar a bola no chão e jogar dentro da ideia que a gente tem de jogo, por isso que lancei mão de um volante no segundo tempo e coloquei o Daniel para a gente ter mais a bola e, consequentemente, o controle do jogo. Foi o que aconteceu. [O problema] não foram os passes laterais, mas as oportunidades que a gente criou e poderia ter definido ou escolhido uma jogada diferente quando esteve na beirada do campo", analisou.

Daniel entrou durante o intervalo na vaga do volante Gregore. O meio-campista não finalizou, mas acertou 42 dos 44 passes que tentou. Ele criou uma jogada de perigo logo aos 12 minutos, quando serviu Rodriguinho, só que o goleiro Fernando Prass conseguiu defender e mandou para escanteio. Mais tarde ele acionou Clayson e Rossi, que criaram oportunidades para o Bahia.

"O Daniel tem essa qualidade de jogo por dentro e pode ser a alternativa sobretudo quando a gente joga contra equipes mais fechadas. Nesses dois jogos fora de casa colocamos um meio campo mais forte para liberar um pouco mais os lados e a gente ter velocidade pelas beiradas. Depois que ele entrou a gente conseguiu voltar para o jogo com as substituições, melhorou a dinâmica e a postura da equipe", elogiou o técnico.

Para completar, Roger valorizou a estratégia adotada por Guto Ferreira, que comanda o rival. "A ansiedade por rever o adversário que nos tirou o título da Copa do Nordeste, o formato que o Ceará jogou e foi o mesmo de apostar na bola aérea com muitos jogadores de boa estatura de primeira e segunda bola, e a gente com uma proposta diferente que tivemos dificuldade no primeiro tempo, mas no segundo foi corrigido com a entrada do Daniel, o jogo mais apoiado nos deu condição de voltar para a partida. Não que o Ceará tenha produzido muito, mas foi superior".

Este foi o quarto confronto entre Bahia e Ceará em 2020 - os anteriores foram pela Copa do Nordeste, sendo um na fase de grupos (2 a 2) e as duas finais. Mesmo jogando em Salvador, o alvinegro levou a melhor na decisão e levantou a taça porque venceu ambas as partidas - 3 a 1 e 1 a 0.

Oitavo colocado no Brasileirão, o Bahia está com sete pontos - duas vitórias, um empate e uma derrota. O time volta a campo apenas no sábado (29), quando recebe o Palmeiras em Salvador.

VAVEL Logo