Ceará
usa eficiência contra posse de bola do Bahia e consegue primeira vitória no
Brasileirão 
Foto: Felipe Santos/Ceará

Após bater na trave nos últimos jogos, o Ceará conseguiu sua primeira vitória no Brasileirão 2020. O Vozão reeditou a última final da Copa do Nordeste 2020 e se encontrou com o Bahia neste domingo (23), no Castelão, em jogo válido pela quinta rodada do campeonato nacional. Os anfitriões venceram por 2 a 0 com gols marcados por Cléber e Mateus Gonçalves.

Estratégias e estatísticas

Para quebrar a sequência de derrotas, o técnico Guto Ferreira escalou o Ceará no 4-5-1 no papel, que durante a partida se transformou em 4-2-3-1. Gabriel Lacerda e Luiz Otávio deram suporte na proteção ao gol de Fernando Prass, enquanto Samuel Xavier e Bruno Pacheco cuidaram das laterais. Os volantes William Oliveira e Charles auxiliaram na marcação e os meias Sobral, Vinícius e Leandro Carvalho ficaram responsáveis por conduzir a bola ao atacante Cléber.

O treinador Roger Machado, enquanto isso, montou o Bahia no 4-3-3 no papel, mas que no jogo também se adaptou ao 4-2-3-1. Anderson no gol, Ernando e Juninho na defesa, Nino Paraíba e Zeca nas laterais. A dupla de volantes foi formada por Gregore e Ronaldo, enquanto Rodriguinho foi o único meia escalado no time titular. O trio de ataque, para ameaçar os defensores adversários, foi esse: Élber, Gilberto e Rossi.

Nos números, prevaleceu o domínio do tricolor baiano, apesar de não ter vencido a partida: 62% de posse de bola, 16 finalizações (7 no alvo) e 539 passes (456 certos). Os cearenses, por sua vez, tiveram 38% da posse de bola, 11 finalizações (4 no alvo) e 336 passes (259 certos).

Apenas posse de bola não ganha jogo

O Bahia iniciou melhor a partida, mas quem abriu o placar foi o Ceará. Em cobrança de escanteio, Vinícius bateu na direção de Gabriel Lacerda, que passou para Cléber, e o atacante cabeceou ao gol aos 10. Minutos mais tarde, Rossi tentou chegar ao tento de empate em jogada de bicicleta, todavia passou longe das redes.

No decorrer da primeira etapa, o jogo ficou centrado no meio campo, com o tricolor baiano tendo mais a posse de bola (que chegou a ser de 64 contra 36%), porém sem conseguir criar chances ou perigo à meta adversária. Os cearenses, enquanto isso, perdiam a bola com facilidade, entretanto conseguiram atacar com mais eficiência.

A partida melhorou na segunda etapa, tendo mais oportunidades nos últimos 45 minutos. Aos 13, em chute de longa distância de Rodriguinho, o goleiro Fernando Prass precisou fazer grande defesa. Com o Bahia sendo mais ameaçador, o experiente Rafael Sobis, que entrou no lugar de Cléber no ataque, respondeu com finalização de longa distância também, pelo lado esquerdo.

Aos 22, em cobrança de escanteio, o atacante Fernandão, que veio da reserva e entrou na vaga de Gilberto, cabeceou para a rede do lado de fora. A resposta do Ceará veio do banco: Mateus Gonçalves substituiu Leandro Carvalho, marcou o segundo e último gol do Vozão no jogo, em contra-ataque puxado na direita por Sobral, que cruzou na esquerda para o atacante e finalizou à meta de Anderson.

Nos momentos finais, a partida ficou intensa e com muitas discussões entre jogadores e técnicos. Aos 38, Rafael Sobis carimbou a trave. Seria um golaço através de uma jogada bonita criada pelo atacante. Por fim, nas vezes que foi acionado, Fernando Prass fez ótimas defesas e foi considerado um dos responsáveis pela vitória do Vozão. Com isso, ganhou a eficiência contra a posse de bola ineficiente.

Classificação e próximos compromissos

O Ceará venceu, mas ainda continua na vice-lanterna do Brasileirão, com 4 pontos em cinco jogos. O próximo jogo da equipe será diante do Atlético-GO no domingo (30), fora de casa, às 18h.

Com a derrota, o Bahia caiu para a oitava posição e se mantém com 7 pontos. O tricolor voltará a campo no próximo sábado (29) para enfrentar o Palmeiras, no Pituaçu, às 19h.

VAVEL Logo