Insatisfeito com empate do Cruzeiro, Enderson Moreira cita dificuldade da Série B: "Competição de resistência"
Foto: Bruno Haddad/ Cruzeiro

O técnico Enderson Moreira cedeu entrevista coletiva à imprensa após a partida do Cruzeiro contra a equipe do Confiança. O empate obtido pelo time celeste fora de casa amargurou o treinador da Raposa. Ele ressaltou a boa atuação na primeira etapa, mas reconheceu que a equipe teve um segundo tempo difícil.

Acho que o nosso primeiro tempo foi muito bom e poderíamos ter saído com uma vantagem de até dois gols. Criamos oportunidades para isso, controlamos a partida completamente no primeiro tempo, quase sem nenhuma chance para o adversário. Já na etapa final, o oponente baixou as linhas e fechou muito os espaços. Também tivemos um campo mais lento em termos de bola, o que nos impediu de executar a troca de passes”.

O treinador se mostrou insatisfeito com o empate e destacou que a equipe não está em sua forma ideal.

Falta a mesma coisa que todas as equipes, ninguém está pronto. Tem equipe que gasta milhões e não está pronta. Como você quer que eu fale para a torcida que o time está pronto? Não tem jeito, ninguém está pronto, ninguém está 100%”.

O técnico celeste ainda ressaltou que a ansiedade e a pressa são inimigas de um trabalho bem feito.

Ninguém está satisfeito com nada e ninguém estará. Se a gente tivesse vencido as cinco partidas, estaria encontrando algo que a gente precisa melhorar. Temos que pensar de maneira profunda do que podemos e queremos fazer. A ansiedade e a pressa que vocês têm é o que faz as coisas serem ruins. A gente está num processo de pagar dívidas, não somos responsáveis pelo que estamos vivendo agora”.

Para Enderson Moreira, a campanha feita pelo Cruzeiro na Série B é vista com bons olhos. O treinador ainda lembrou dos 6 pontos que foram descontados da equipe no início do campeonato.

Fizemos 10 pontos em 15 possíveis. É uma pontuação boa em termos de classificação, sabendo que é uma competição de resistência. Não adianta sair na frente agora, pois isso não vai garantir a nossa classificação ou o título. É uma competição difícil, em que ainda estamos nos ambientando, utilizando jogadores jovens em uma mescla com atletas experientes. Acho que estamos fazendo aquilo que é possível”.

Ao fim da coletiva, o comandante da Raposa se diz entristecido pelo resultado e destaca o desempenho das equipes que enfrentou e das equipes que irá enfrentar.

Estamos enfrentando bons times. Equipes que possuem boa organização defensiva e que dificultam as nossas oportunidades. A gente fica triste pelo resultado, pois queremos sempre entregar vitórias ao nosso torcedor, mas ao mesmo tempo sabemos valorizar as dificuldades dessa competição”.

A próxima partida da Raposa será na quarta- feira (26). O Cruzeiro enfrenta o CRB, em Maceió, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. A equipe celeste precisa reverter o placar de 2 a 0 sofrido na primeira partida.

VAVEL Logo