Flamengo abate déficit semestral causado pela pandemia com venda de Vinícius Souza
Foto: Alexandre Vidal/ C.R. Flamengo

Desde março, inúmeras equipes do futebol mundial registraram grandes prejuízos financeiros, motivados pela pandemia de Coronavírus. No Brasil não foi diferente. Grande exemplo de gestão econômica nos últimos anos, o Flamengo chegou a registrar R$26 milhões em déficit no primeiro semestre do ano, mas com apenas duas vendas, viu este saldo negativo virar para R$4 milhões de lucro.

Dono de 70% dos direitos econômicos do volante Vinícius Souza (21), o Flamengo acertou a venda do jogador com o City Group - o conglomerado que possui a gestão de ao menos 9 equipes no mundo. Segundo o jornalista Venê Casagrande, do jornal O Dia, a transferência de R$20 milhões foi apalavrada entre Flamengo e Lommel SK, da Bélgica.

Alternativa lucrativa

Sem dinheiro de receitas em suas partidas na temporada desde a retomada do futebol em junho, o Flamengo teve de enxugar sua folha salarial com a saída de alguns atletas menos utilizados por Jorge Jesus anteriormente, e agora Domènec Torrent. A solução encontrada pela diretoria foi de liberar algumas promessas, abocanhando fatias em revendas futuras.

Neste caminho, atletas como Lucas Silva, Thiago, Wendel e Dantas, tiveram novos caminhos acertados com o futebol europeu. Já outros dois atletas mais respaldados dentro do clube, foram negociados por cifras elevadas, que motivaram o cobrimento do déficit de R$26 milhões.

Somente neste mês, o City Group já garantiu ao Flamengo, R$30 milhões por duas promessas da casa. Além de Caio Roque, Vinícius Souza foi negociado com o conglomerado, e ambos jogarão no Lommel SK/BEL.

Vinícius Souza

O volante visto como grande promessa do clube, tinha negociações para sua renovação, consideradas difíceis internamente. Despertando interesse do exterior desde janeiro, Vinícius que subiu sob comando de Abel Braga, se tornou o queridinho de Jorge Jesus durante a segunda metade de 2019.

Apalavrado com o conglomerado que é encabeçado pelo Manchester City, Vinícius Souza irá gerar R$20 milhões para o Flamengo, que cederá seus 70% dos direitos do jogador ao grupo. Seu novo contrato será de 5 anos, válido até o mês de agosto de 2025.

Mais vendas?

A parceria de Flamengo e City Group pode ter mais uma prata da casa de mudança para o exterior. O atacante Lincoln (19) é mais um que pode estar de saída. Até o momento sabe-se que o Rubro-Negro deseja emprestar o jogador, para ter rodagem em campo. De acordo com os rumores atuais, o conglomerado já deseja investir na contratação definitiva do centroavante.

VAVEL Logo