Lisca elogia primeiro tempo contra Cruzeiro, mas ainda vê capacidade de melhora do América-MG
Foto: Mourão Panda / América

O América-MG venceu o Cruzeiro por 2 a 1 neste sábado (29), pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O técnico Lisca afirmou que gostaria de cumprimentar todo o time pela atuação no primeiro tempo, que, segundo ele, foi "de luxo". Inclusive, ressaltou que a equipe poderia ter feito até mais gols.

"Em todos os princípios, fundamentos de equipe coletiva, boa pressão no adversário, boas circulações, troca de função, ataque ao espaço, entrada pelas beiradas, 2 a 0 até o placar ficou pequeno no primeiro tempo pelo o que a gente apresentou" disse.

Na tentativa de reverter o placar, o Cruzeiro fez três modificações no intervalo da partida. Entre elas, a entrada do meia Maurício na vaga de Régis, que também atua no meio, e a de Matheus Pereira no lugar de Giovanni, ambos laterais esquerdos. Lisca avaliou as alterações do rival.

"Mas no segundo tempo o Cruzeiro deu uma mexida muito interessante na entrada do Maurício, né? A entrada do menino, lateral-esquerdo, que entrou muito bem, né, jogando, tendo iniciativa pessoal, coisa que no primeiro tempo o Cruzeiro não tinha muito, nem o Jadsom ali no meio, né? A gente esperava o Jadsom começando a partida pelo volume, pela intensidade, mas o Enderson acabou optando por jogadores mais experientes e a gente no primeiro tempo, realmente, foi um primeiro tempo muito bom".

Após dois empates, esta foi a segunda vitória seguida do Coelho na competição. Na rodada anterior, bateu o Oeste, também por 2 a 1. E, ao todo, a equipe venceu três jogos na Série B. O comandante destacou a importância de ter uma regularidade na competição.

"A competição é muito longa, de consistência, regularidade e por isso foi importante essas três vitórias que já tivemos até aqui".

Mesmo com a vitória e a entrada no G-4, Lisca reforçou que a equipe ainda precisa melhorar. Inclusive, lamentou os pontos perdidos nos empates com Operário-PR e Juventude, nas rodadas anteriores da competição.

"Muita melhora. Precisamos melhorar muito, pois quando você acha que não tem mais nada para melhorar, você acha que chegou no topo e vai cair, não tem mais pra onde crescer. Sabemos que precisamos melhorar muito. Estamos ainda lamentando muito os dois pontos que deixamos contra o Operário e Juventude. Foram jogos que fomos superiores. Contra o Operário tomamos o gol na última bola".

Completou citando o jogo da Copa do Brasil, na última terça-feira (25), quando o Coelho marcou o gol da vitória sobre a Ferroviária no último lance, garantindo a equipe na próxima fase do campeonato.

"Porém, essa dívida já está paga, pois fizemos na Copa do Brasil na última bola também e era um jogo decisivo. A Série B pelo menos tem margem para recuperação, mas poderíamos estar com 13 pontos no mínimo. Estamos lamentando ainda e sabemos que podemos mais. 11 pontos em 18, pelo que a gente produziu, está abaixo da nossa expectativa" encerrou.

Com a vitória, o América-MG chegou aos 11 pontos e assumiu a quarta posição na Série B do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso da equipe é contra o CSA, na quarta-feira (02), pela sétima rodada da competição. O duelo será no Independência, às 16h30.

VAVEL Logo