Atlético-MG domina Tombense, vence partida e conquista o Campeonato Mineiro pela 45º vez
Fotos: Bruno Cantini e Pedro Souza / Agência Galo / Clube Atlético Mineiro

Maior campeão estadual, o Atlético-MG aumentou a coleção de troféus neste domingo (30) com a vitória sobre o Tombense por 1 a 0 no Mineirão. O herói do dia foi o volante Jair, que recebeu cruzamento de Guilherme Arana e cabeceou para fazer o gol do título.

O time comandado por Jorge Sampaoli entrou em campo com a vantagem do empate porque tinha vencido o jogo de ida por 2 a 1. Esta é a primeira vez que um técnico argentino levantou a taça do Campeonato Mineiro e o Atlético-MG chegou a 45 conquistas. Já ele não soltava o grito de campeão desde 2015, quando comandou a Seleção Chilena na Copa América.

Galo supera o Carcará e coloca a faixa no peito

O inquieto Sampaoli escalou a equipe com três alterações em relação ao primeiro jogo da decisão. Saíram Guga, Hyoran e Marrony. O argentino colocou o experiente Mariano na direita e manteve o ataque com Savarino de um lado, Keno de outro e Eduardo Sasha mais centralizado. Deixou Allan mais recuado, próximo da zaga, e Arana adiantado no meio de campo. O lateral tinha mais liberdade para ajudar na criação e o espaço na defesa era protegido pelo volante. 

Enquanto isso, o Tombense apostava num 4-2-3-1, com Robson isolado na frente. Ele era acionado por meio de ligação direta, mas na maioria das vezes a defesa do Atlético-MG levava a vantagem. Um dos destaques da equipe, Ibson não conseguia construir jogadas e o time em geral encontrava dificuldade para trabalhar a bola porque o rival controlava o jogo.

A primeira defesa de Felipe Garcia aconteceu aos 20 minutos, em finalização de Sasha após cruzamento de Mariano. A chance mais perigosa do Tombense foi aos 27 com Rubens, que recebeu um lançamento do goleiro e bateu de primeira à esquerda de Rafael

O lance mais importante da partida nasceu de uma jogada de bola parada. Um escanteio da ponta direita cobrado por Guilherme Arana encontrou Jair no meio da área. O volante apareceu no meio da defesa e subiu sozinho para abrir o placar. 

No total foram nove finalizações do Atlético-MG, contra apenas duas do rival - nenhuma delas na direção do goleiro Rafael. 

Como precisava vencer, o Tombense realizou duas substituições na volta do intervalo - sacou o volante Serginho para a entrada de Gabriel Lima, tirou Cássio e deixou Maycon Douglas na outra ponta, mas mesmo assim a realidade da partida não mudou. O Atlético-MG manteve o domínio da posse de bola, a precisão dos passes em torno de 88%.

Já Sampaoli trocou a dupla de ataque, colocando Marquinhos e Marrony. O ex-atacante do Vasco atuou por 21 minutos e criou uma oportunidade perigosa, mas Felipe defendeu com a perna esquerda. O goleiro do Tombense, aliás, evitou uma goleada ao levar a melhor nas finalizações de Marquinhos, aos 33, e Junior Alonso, aos 37.

No final da partida o meio-campista Allan ainda recebeu o cartão vermelho por reclamar de uma falta e intimidar o árbitro, mas o placar estava definido e aí o Atlético-MG só esperou o apito de Ronei Cândido da Silva para comemorar.

Próximos jogos

Agora as equipes voltam as atenções para a disputa do Campeonato Brasileiro. O Atlético-MG entra em campo na quinta-feira (3), pela Série A, quando encara o São Paulo. Já o Tombense estreia na Série C no próximo domingo (6) diante do Ypiranga-RS.

VAVEL Logo