Wellington Paulista comanda vitória do Fortaleza sobre o Bragantino no Brasileirão
Foto: Bruno Oliveira / Fortaleza EC

Clube de melhor campanha na primeira fase do Campeonato Paulista, o Red Bull Bragantino conquistou o Troféu do Interior e chegou ao Brasileirão cheio de expectativa, mas até agora não conseguiu repetir o bom desempenho do estadual. São três derrotas em seis jogos, a última delas no último sábado (29) diante do Fortaleza na Arena Castelão.

Com apenas uma vitória até agora, o técnico Felipe Conceição mudou a escalação e colocou em campo Chrigor, Léo Realpe, Lucas Evangelista, Tubarão, Weverton e Weverson, que acabou tornando-se um dos personagens da partida ao ser expulso no final do primeiro tempo. Em uma dividida com Tinga no meio de campo, o lateral levantou demais o pé esquerdo, atingiu o rival com a sola da chuteira e foi advertido com o cartão amarelo, mas após ser alertado pelo VAR, o árbitro expulsou o atleta.

Com um jogador a mais, o Fortaleza deslanchou no segundo tempo. No total foram 13 finalizações contra seis do rival. As alterações deixaram o RB Bragantino desfigurado e a equipe não conseguia ameaçar o rival. No total foram dois chutes no gol, sendo um em cada tempo, insuficiente para mudar a realidade da partida.

Domínio nordestino

Jogando em casa, o Fortaleza dominou o jogo e construiu um 3 a 0 com dois gols do artilheiro Wellington Paulista e outro de Romarinho. A partida começou equilibrada, com poucas chances de gol, sendo que Osvaldo era o mais perigoso do tricolor e Artur o destaque do RB Bragantino. Apesar disso, o time da casa controlava mais a bola e o rival não conseguia assustar o goleiro Felipe Alves.

O que funcionou mesmo foi a dupla David e Wellington Paulista. O camisa 17 teve uma chance na pequena área, mas chutou para fora, o que deixou tanto ele quanto o técnico Rogério Ceni indignados por desperdiçar a chance na cara do gol, com o goleiro do RB Bragantino já caído.

A pressão deu resultado aos 39 minutos, quando David enxergou o companheiro de ataque infiltrado no meio da zaga e tocou para ele. O centroavante reparou que Cleiton estava adiantado e encobriu o goleiro, marcando um golaço.

Com a vitória parcial, o Fortaleza manteve a estratégia de trocar passes em busca do segundo gol. O RB Bragantino se movimentou mais no campo de ataque no início do segundo tempo, mas a defesa dava espaço e em determinado momento deixou Romarinho livre na marca do pênalti. O garçom da noite era David, que desta vez tocou de letra para o camisa 20 ampliar.

A partir daí o técnico Felipe Conceição fez as cinco substituições que tinha direito e terminou a partida com cinco atacantes em campo. A vantagem não diminuiu o ímpeto do Fortaleza, que manteve a postura ofensiva envolvendo o rival. A noite era mesmo de Wellington Paulista, que aproveitou um buraco na área do RB Bragantino praticamente no mesmo lugar em que Romarinho chutou e, também livre de marcação, selou a vitória do Fortaleza.

O que vem por aí

O Clássico-Rei é o próximo compromisso do Fortaleza no Brasileirão. O duelo diante do Ceará está marcado para quarta-feira (2) na própria Arena Castelão. No mesmo dia o Red Bull Bragantino encara o Athletico Paranaense na Arena da Baixada.

Com este resultado, o RB Bragantino está em 15º lugar e poderia terminar a rodada na zona de rebaixamento, mas como o Goiás (16º) folga na rodada então a equipe pode ser ultrapassada apenas pelo Atlético-GO (17º), que recebe o Ceará em Goiânia.

Já o Fortaleza chegou a oito pontos e agora está em sétimo lugar, mas aguarda o complemento da rodada para saber se mantém a posição. Neste momento, o tricolor é a equipe do Nordeste mais bem colocada no campeonato.

VAVEL Logo