De olho na B1: parceria equatoriana gera dois reforços ao Serra Macaense
Foto: Reprodução Serra Macaense Futebol Clube

Com a clara missão de subir de divisão no futebol carioca, o Serra Macaense tem sido ousado no mercado da bola em 2020. No início do ano, o time do Norte Fluminense chamou atenção pela contratação de Matheus Babi, na época artilheiro do estadual jogando pelo arquirrival Macaé. Próximo da sua estreia, dois jogadores equatorianos foram apresentados ao torcedor, após  parceria firmada no país vizinho.

De acordo com o próprio Presidente Rodrigo dos Santos, o dirigente junto de seu vice, Milton dos Santos, foram ao Equador meses atrás em busca de jovens jogadores para intercâmbio. Clubes como o Santiago de Pilaros, que cedeu o volante Ariel Perea (23) e o atacante Cuero (21), formam o conglomerado de parcerias junto do Maracá, Mushuc Runa e Técnico Universitário.

Reforços

Apresentado como um volante de boa finalização, Ariel Perea já fala como jogador macaense: "Tenho as mais altas expectativas de jogar aqui no Serra Macaense. O Brasil é um país com ligas muito fortes, então quero aprender muito, ajudar da melhor forma possível e crescer na carreira. Tratarei sempre de me dedicar com bastante ânimo, boas atitudes, ter muita entrega em campo para colaborar com o time”, afirmou.

Seu compatriota, Cuero também fez questão de exaltar sua nova oportunidade em um país de futebol mais desenvolvido. “Estou muito contente em estar aqui no Brasil, um país muito grande, muito bonito. Sou um jogador destro, rápido e estou com muita vontade de dar tudo de mim para ajudar o Serra no que for possível. É um clube que revela novos talentos e sonho fazer parte disso, dar minha vida para crescer aqui. Agora é trabalhar bastante e fazer o que sei fazer que é jogar futebol”, declarou.

Apesar do anúncio oficial, a dupla só poderá entrar em ação a partir de 13 de outubro, quando a inscrição de atletas internacionais se abre na federação carioca.

Outros nomes já estão confirmados pela diretoria do clube, e reforçam o Serra de imediato nesta segunda divisão. O volante Pedro Paulo, ex-Botafogo, o lateral direito Ricardinho, que vem da Friburguense, e o zagueiro Estigaribia, que defendeu o Fluminense e Palmeiras nas divisões de base, além da seleção brasileira, são jogadores que encorpam o elenco de Luiz Felipe. 

Artilheiro do clube na série B1 de 2019, o atacante Rhainer que já se despediu do Bangu, e o nome mais cotado para ser reintegrado no atual elenco do Serra. A informação apurada é de que o jogador está em negociações com seu antigo clube e pode ser mais um nome anunciado em breve.

VAVEL Logo