Rotatividade: essa é a palavra que impera no atual Flamengo de Domènec
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Prever a escalação do Flamengo para as próximas rodadas será um desafio. Diante do Santos, o treinador Domènec Torrent conseguiu fazer com que o Rubro-Negro tivesse uma boa atuação começando sem alguns pilares do time titular deixado por Jorge Jesus. Isso mostra à vera que o europeu é adepto mesmo do velho ditado "meu time não tem jogadores incontestáveis".

Já fincando ainda mais o estilo de jogo 4-3-3, o espanhol começou com Gerson de primeiro volante e Thiago Maia de segundo, ambos atrás de Arrascaeta no meio de campo. No ataque, Michael, Bruno Henrique e Gabigol. Sem Willian Arão e Everton Ribeiro entre os 11 iniciais, Dome deixou claro que ainda está fazendo testes e conhecendo o elenco. E depois da vitória por 1 a 0 na Vila Belmiro em que o time carioca teve quatro chances claras de gol, o catalão afirmou que mais mudanças serão feitas para rodar os jogadores.

"Acho que temos que rodar. As pessoas têm que compreender que é impossível jogar 100% com os mesmos jogadores. Quando temos jogadores similares, com a mesma qualidade, temos que rodar. No próximo jogo, vamos rodar, no seguinte também. Se temos 20 jogadores no mesmo nível, vamos ter 20 se rodarmos. Se não usarmos, os outros vão perder a forma. Thiago Maia tem grande forma, Gerson também, Arrascaeta também, todos... Eles têm que estar prontos para quando precisarmos, não podem relaxar e achar que Dome tem 11 titulares. Dome não tem 11 titulares. Vamos tentar jogar cada jogo com os melhores", disse Domènec.

É claro que ele ainda precisa um pouco mais de tempo para colocar de vez sua filosofia de jogo. São apenas 30 dias no comando flamenguista e seis jogos: duas vitórias, dois empates e duas derrotas. Quando perguntado sobre em quanto tempo ele acha que terá um time ideal, o catalão respondeu que em duas ou três semanas ele deva estar com o que ele quer.

"Talvez em duas ou três semanas nós estaremos melhor. Acho que esse time tem 25% de Dome", disse o técnico.

Sem ser previsível, Domènec deve usar jogadores diferentes que os de domingo passado (30) na próxima rodada. Contra o Bahia, às 20h30 da quarta-feira (2), ele pode dar chance para Vitinho, Pedro, Willian Arão e também Everton Ribeiro. Ou seja, para quem ainda é saudosista com o Flamengo de Jorge Jesus já é hora de dar tchau e analisar o Flamengo de Dome. Para dar certo, é questão de tempo, pois o elenco é recheado de peças boas, o que facilita muito o trabalho de um treinador com ideais convictos com os do técnico catalão.

VAVEL Logo