Em jogo
equilibrado, Santos e Vasco apenas empatam no Brasileirão
Foto: Divulgação/Santos

Não foi um jogo fácil para Santos e Vasco, que se enfrentaram nesta quarta-feira (2), na Vila Belmiro, em jogo válido pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro 2020. Lucas Veríssimo e Marinho fizeram os gols do time santista, enquanto os vascaínos, que contaram com duas intervenções do VAR, empataram com Fellipe Bastos e Germán Cano. Sendo assim, 2 a 2 no placar final.

Estratégias e números

O técnico Cuca escalou o Santos no 4-3-3 com João Paulo no gol, Lucas Veríssimo e Alison na defesa, Pará e Felipe Jonatan nas laterais. No meio-campo, o trio foi formado por Carlos Sánchez, Jobson e Diego Pituca. No ataque, o pesadelo dos adversários: Marinho, Raniel e Soteldo.

Com time desfalcado, o treinador Ramon Menezes precisou mandar sua equipe a campo com algumas peças diferentes. O Vasco jogou no 4-1-4-1 com a dupla de zaga sendo formada por Miranda e Marcelo Alves para auxiliar o goleiro Fernando Miguel, enquanto Yago Pikachu e Henrique cuidaram das laterais. Andrey ficou à frente da defesa. Juninho, Fellipe Bastos, Benítez e o estreante Catatau ocuparam o meio-campo e o artilheiro Germán Cano ficou isolado na frente.

Nas estatísticas, prevaleceu a superioridade do Peixe na posse de bola, sendo 61 contra 39%, e nas finalizações: 11 (5 no alvo) contra 9 (3 no alvo). Foram 196 passes (164 certos) dos santistas e 159 passes (126 certos) dos vascaínos.

Santos foi superior, mas não fez atuação convincente e empate pode ser considerado justo

A partida começou agitada devido ao chute de Cano que carimbou a trave com apenas onze segundos e assustou a defesa santista. A resposta do time da casa demorou, mas veio em forma de gol aos 20, em lance que Soteldo colocou os defensores do Vasco para dançar e cruzou na cabeça do zagueiro Lucas Veríssimo para abrir o placar.

Na primeira etapa, o Cruzmaltino apresentou dificuldades para chegar ao ataque e pouco acionou o artilheiro argentino na frente. Quando conseguiu chegar na área, precisou usar seu lado esquerdo com Catatau, que fez boa estreia com a camisa do time carioca.

O Peixe, por sua vez, atacou com mais facilidade e usou os lados do campo com Soteldo na esquerda e Sánchez na direita. O venezuelano foi um dos destaques por parte do time paulista em campo e infernizou a defesa adversária.

O Vasco conseguiu o empate aos 40 com Fellipe Bastos antes de ir ao intervalo, mas o gol foi anulado por causa de impedimento. O VAR demorou cinco minutos para traçar as linhas, contudo validou.

O Santos continuou bem em campo. No começo do segundo tempo, Soteldo cobrou falta que exigiu boa defesa de Fernando Miguel. Em seguida, Andrey respondeu com chute perto da meta de João Paulo. Aos 13, porém, a oportunidade com a bola parada não falhou e Marinho mandou seu mini míssil aleatório para o fundo das redes, que foi determinante para colocar os anfitriões à frente do placar novamente.

A alegria não durou muito devido ao pênalti marcado pelo árbitro Rodrigo Dalonso Ferreira aos 25, que contou com ajuda do VAR para enxergar a bola no braço do zagueiro Alison. Cano, antes de ser substituído por Parede, converteu a cobrança.

Desmotivado, o Peixe diminuiu a intensidade nos momentos finais da partida e deu mais espaço ao Vasco para jogar do meio para frente. Nos acréscimos, o clube carioca puxou contra-ataque que poderia resultar em gol de virada, Ribamar tropeçou na entrada da área, porém Carlinhos ficou com a bola e chutou próximo ao gol. Portanto, de acordo com o que os dois times apresentaram no jogo, o empate de 2 a 2 pode ser considerado justo.

Classificação e próximos compromissos

Com o empate, Santos e Vasco amargam o terceiro jogo consecutivo sem vencer. A última vitória foi conquistada no dia 20 de agosto, quando derrotaram Sport e Ceará. O Cruzmaltino, apesar da sequência ruim, se mantém na terceira colocação, com 11 pontos conquistados em seis jogos, enquanto o Peixe ocupa a décima primeira colocação, com 8 pontos em sete partidas.

O time santista enfrentará o Ceará no sábado (5), no Castelão, às 21h. Os vascaínos, por sua vez, jogarão em casa diante do Athletico-PR no domingo (6), às 18h.

VAVEL Logo