Chapecoense vence, aumenta invencibilidade contra Avaí e sobe à vice-liderança da Série B
Foto: Márcio Cunha/Chapecoense

Confirmando o retrospecto recente, a Chapecoense bateu o rival Avaí por 1 a 0 na manhã deste domingo (6), na Arena Condá. Perotti marcou seu primeiro desde o retorno à Chape e garantiu a vitória dos mandantes pela oitava rodada da Série B.

A Chapecoense, que eliminou o Avaí no Catarinense há dois meses, não perde para o Leão a sete jogos - quatro vitórias e três empates no período.

Como esperado, o primeiro tempo foi equilibrado e sem muitas chances em Chapecó. A Chapecoense teve mais posse de bola - 57 % - e cinco a três em finalizações, mas, com exceção do começo da partida, a primeira etapa foi de raras oportunidades e muitos erros de passe.

A melhor chance da Chape veio aos 12. Moccelin fez jogada individual pela esquerda, trouxe para dentro e bateu forte, mas Frigeri, mesmo atrapalhado, defendeu. O time da casa tomou mais a iniciativa, mas o Avaí se defendeu bem e deu poucos espaços.

O Leão teve paciência para sair jogando, mas também não teve muita criatividade. Além disso, perdeu Rômulo machucado aos 17, para a entrada de Lourenço. Valdívia foi bastante tímido, Jean Martim errou alguns lançamentos e Pedro Castro tentou ser mais influente, mas sem muita efetividade.

Aos 27, após cruzamento de Arnaldo, Daniel Amorim cabeceou para o meio, a bola bateu em Pedro Castro e foi por cima. No geral, os dois times foram firmes na defesa e deficientes no ataque e foram para o intervalo no 0 a 0.

A Chapecoense começou o segundo tempo como no primeiro, sendo o time mais ofensivo em busca do gol. Aos quatro, Ronei recebeu pela direita, cruzou na área e Aylon subiu alto para cabecear, mas Frigeri segurou firme.

Aos nove, no seu último lance antes de ser substituído, Perotti recebeu bola enfiada por Anderson Leite, ganhou na corrida de Ralf e tocou na saída do goleiro para fazer 1 a 0. Por pouco, a Chape não ampliou três minutos depois. Rafael Santos recebeu ótimo lançamento de Moccelin, saiu com espaço e bateu cruzado, mas perdeu a chance.

O técnico Geninho colocou o Avaí para frente com as entradas de Tucão, Bruno Silva e Gastón Rodríguez. Com a Chapecoense mais recuada, o Leão teve mais oportunidades e, teve chances, mas os erros na frente minaram as chances de empate.

Aos 17, Capa recebeu pela esquerda e cruzou para Daniel Amorim, que dominou e bateu forte, mas parou em João Ricardo. As chances mais claras daí par frente vieram em finalizações de Valdívia. Aos 29, o meia recebeu de Capa na entrada da área, limpou a marcação e bateu forte, mas o goleiro segurou.

Seis minutos depois, o camisa 10 chutou da intermediária e exigiu outra boa defesa de João Ricardo. Apesar de o Avaí ter terminado com 11 a dez em finalizações e com mais posse de bola na segunda etapa, a Chapecoense, mais uma vez, se deu melhor no duelo catarinense.

Classificação e próximos compromissos

Com 14 pontos e um jogo a menos, a Chapecoense assume a vice-liderança, enquanto o Avaí permanece em 11º, com nove.

A Chapecoense joga durante a semana a final do Campeonato Catarinense diante do Brusque - na quarta-feira (9), em casa, e, no dia 13, como visitante. Pela Série B, a Chape só joga no dia 18 contra o Náutico, em Recife. Já o Avaí encara a Ponte Preta na próxima sexta-feira (11), às 19h15, na Ressacada.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore
VAVEL Logo