Jogadores de Vasco e Athletico protestam contra invasão no estádio do Figueirense
Foto: Reprodução

Antes de rolar a bola, pela oitava rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, em São Januário, jogadores do Vasco e Athlético-PR cruzaram os braços para protestar contra a violência no treino do Figueirense, que aconteceu no último sábado (5), no Estádio Orlando Scarpelli.

Após o apito inicial, o time carioca deu da saída de bola. Mas os jogadores das duas equipes ficaram parados, de braços cruzados. Depois do protesto, o jogo foi reiniciado.

No último sábado (5), cerca de 40 torcedores do Figueirense invadiram o treino da equipe para agredir jogadores e funcionários. O clube relatou a agressão e o lançamento de fogos de artifício.

Em repúdio ao ato, o Vasco divulgou uma nota oficial prestando solidariedade ao Figueirense e pedindo o fim da violência.

"O Club de Regatas Vasco da Gama manifesta sua total indignação com a agressão que os profissionais do Figueirense sofreram de vândalos travestidos de torcedores neste sábado (05/09), durante treino do time. É um absurdo que atos dessa natureza continuem acontecendo sem que haja um basta definitivo.

Em algum momento, jogadores e membros da comissão técnica do Vasco da Gama também já foram vítimas de um bando que ataca certo de que não haverá punição. Por sorte e pelo bem do futebol, os verdadeiros torcedores, que apoiam seu time independentemente do momento, não compactuam com tais atos. Esporte e violência não combinam. Que não seja necessário uma tragédia acontecer para que as vozes do futebol enfim se levantem contra esta situação. Basta!".

VAVEL Logo