Após culpar diretoria por afastamento de atletas, Enderson Moreira é demitido do Cruzeiro
Foto: Cruzeiro / Divulgação

A manhã desta terça-feira (8) começou agitada nos bastidores da equipe celeste. Com o ambiente já degradado pela sequência de jogos sem vencer e pela pressão externa exercida pela torcida e pelo patrocinador, o Cruzeiro anunciou o afastamento de quatro jogadores.

A Raposa não contou com a presença dos laterais Giovanni e João Lucas, e dos atacantes Judivan e Welinton para a partida contra o CRB. Os jogadores eram peças que figuravam no banco celeste com certa regularidade e até fizeram partidas iniciando no time titular. Questionado sobre o afastamento dos atletas, Enderson Moreira preferiu não entrar em detalhes e transferir a responsabilidade para a diretoria do clube.

São questões internas do clube. No momento apropriado, quando o clube achar interessante falar, e expor isso.... Interessante a obrigação de fazer isso ao seu torcedor. Ele irá se pronunciar, através das pessoas que são responsáveis por isso.

Os jogadores receberam a notícia e comunicaram à imprensa. Judivan considerou humilhante o episódio enquanto Welinton ficou surpreso e comunicou a rescisão com o clube. Giovanni e João Lucas não se posicionaram.

Após a primeira notícia do dia, a bomba veio no inicio da tarde com a demissão de Enderson Moreira do cargo de treinador. Sem vencer a seis partidas e com o clima pesado nos bastidores o técnico deixa o clube após o empate contra o CRB pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B.

Enderson deixa a Raposa após quase seis meses no comando. Durante seu período de estadia foram 12 jogos com 6 vitórias, três empates e três derrotas. Com um retrospecto ruim diante das equipes que enfrentou, sem muitas mudanças na forma de jogar e a insistência na evolução da equipe após péssimos resultados, culminaram na demissão do trinador. Pedro Lourenço, patrocinador do Cruzeiro, também havia comentado sua indignação com o ex – comandante da equipe.

Vou ligar para ele (Sérgio Rodrigues), tem que tomar atitude. Eu apoiei ele, não vou deixar de apoiar. Se eu fosse o presidente, mandava a comissão técnica embora era hoje. E não é amanhã, não. É hoje. E o time tem que tomar atitude. Esse lenga-lenga não tem jeito de continuar."

Após a derrota para o Confiança, Pedro Lourenço não poupou esforços para criticar o estilo de jogo do treinador.

Lá (Cruzeiro) não tem dinheiro e você faz o patrocínio para daqui um ano, e você ajuda. E observa esse time jogando? Dá vergonha na gente ver um time desse jogando. Não tem esquema de jogo, não tem nada. Se você tem um técnico e paga ele, tem que ter ao menos um esquema de jogo. Eu não tenho nada contra o Enderson Moreira. Vi ele apenas uma vez. Mas é muito fraco.

Portanto, chega ao fim a era Enderson Moreira sob o comando celeste. Ainda aguardamos informações sobre quem será o novo técnico da Raposa.

VAVEL Logo