Pressionados e à procura de vitórias, Fluminense e Corinthians duelam no Maracanã
Foto: Divulgação/Fluminense

Em má fase e pressionados, Fluminense e Corinthians se enfrentam neste domingo (13) no Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, às 16h (de Brasília) pela rodada 10 do Campeonato Brasileiro 2020. Após derrota no clássico frente ao Flamengo e sem vencer há três jogos, o tricolor busca voltar ao rumo das vitórias. Já o Timão, sem o técnico Tiago Nunes que foi demitido, busca se reabilitar no campeonato depois de, também ser derrotado em um derby frente seu maior rival, o Palmeiras. 

A temporada das duas equipes são bastante idênticas, levando em consideração alguns aspectos de suas campanhas na temporada até o momento. O Tricolor caiu cedo na sua competição internacional, sendo eliminado pelo Unión La Calera na primeira fase da Copa Sul-Americana. Assim, como o Corinthians, que deu adeus ao sonho do bicampeonato da Taça Libertadores já na pré-fase, diante do Guaraní-PAR. Ambos os clubes também sagraram-se vice-campeões de suas competições estaduais, sendo o Fluminense derrotado pelo Flamengo e o Timão através do Palmeiras, nas penalidades.

O Corinthians não vence o Fluminense desde 2018, quando, em casa triunfaram pelo placar de 2 a 1. Desde então, se passaram 5 partidas sem vitória sobre o rival com três derrotas e dois empates. O último jogo marcante foi na temporada passada pela Copa Sul-Americana, onde o clube paulista se classificou após dois empates, 0 a 0 na Arena Corinthians, e 1 a 1 no Maracanã, passando para a semifinal pelo gol qualificado.

Sem Evanilson e Fred, ataque é a principal dor de cabeça para Odair Hellmann 

O Fluminense, mandante do jogo, tem 11 pontos na tabela e desponta na nona colocação, estando há três pontos das zonas distintas (G-6 e Z-4). A equipe tricolor acumula três vitórias, dois empates e quatro derrotas no Campeonato Brasileiro 2020, e não vence há três partidas, marcou 10 gols e sofreu 12. O clube tem um dos artilheiros do campeonato, Nenê, veterano de 39 anos fez três gols.

O comandante tricolor chega amplamente pressionado para o confronto e com grandes dores de cabeça, após protestos da torcida em frente a sede do clube na última sexta-feira (11) com gritos de ordem contra a administração do presidente Mário Bittencourt. Os manifestantes também tiveram como alvo o pedido da demissão do técnico Odair Hellmann, que não vence há três jogos, e não conta com um atacante de ofício disponível no elenco.

A complicação com o esquema tático que já era grande com a saída de Evanilson ao Porto, aumentou ainda mais quando o substituto imediato, Fred testou positivo para a Covid-19, sendo afastado do grupo. No clássico Fla-Flu, Odair tentou escalar a equipe com o artilheiro do clube no ano, Nenê, como falso 9, mas obtendo fracasso e péssima atuação do camisa 77, sendo assim, aumentando mais desconfianças sobre seu trabalho frente a equipe tricolor.

“Nós não temos um cara com as características do Evanilson. O Odair até buscou uma alternativa com dois caras mais rápidos pelos lados. O Brasileiro é longo, tem muitos jogos, tem Copa do Brasil… O que dificulta é o pouco tempo para trabalhar, para achar essa forma ideal de jogar, mas nós estamos buscando e trabalhando para encontrar o melhor jeito“, disse o volante Yuri em coletiva de imprensa.

Provável escalação do Fluminense: Muriel; Calegari, Digão, Luccas Claro, Egídio (Danilo Barcelos); Yuri, Dodi, Michel Araújo; Nene, Wellington Silva e Marcos Paulo (Fernando Pacheco).

Após queda de Tiago Nunes, Dyego Coelho irá comandar a equipe na partida

O Corinthians, tem 9 pontos na tabela e desponta na décima terceira colocação, estando há um ponto do Z-4, e cinco do G-6. O timão acumula duas vitórias, três empates e três derrotas, tendo um jogo adiado no Campeonato Brasileiro 2020, e não vence há duas partidas, marcou 11 gols e sofreu 12. O clube tem um dos artilheiros do campeonato, o atacante Jô, que fez 3 gols.

Dyego Coelho estará frente ao comando técnico do Corinthians no jogo deste domingo, de forma interina após a demissão de Tiago Nunes. Todavia ele não será efetivado no cargo e a diretoria do timão já busca novos nomes, que vão de Sylvinho até o atual comandante do Fortaleza e ídolo do rival São Paulo, Rogério Ceni

“A sensação é a melhor possível porque a gente está dentro de casa. Me sinto confortável em falar com os atletas. Minha missão é fazer com que eles tenham alegria em jogar futebol. O Corinthians é isso, independentemente de quem está em campo. Temos que nos doar ao máximo para fazer com que a torcida esteja com a gente. Eles nunca vão nos abandonar, mas precisamos mostrar algo a eles. E vamos fazer isso com muita garra“, disse Coelho.

O comandante interino conta com desfalques na sua reestreia da equipe principal. Fagner e Danilo Avelar foram expulsos na última partida contra o Palmeiras, e poderão ser substituídos por Michel Macedo e Bruno Méndez. Mauro Boselli não foi relacionado para o clássico por conta de uma entorse no tornozelo e Luan segue em tratamento após ter sofrido um estiramento na coxa. 

Provável escalação do Corinthians: Cássio, Michel Macedo, Bruno Méndez, Gil, Lucas Piton; Gabriel, Cantillo; Ramiro, Mateus Vital (Araos), Otero; Jô.

Arbitragem

  • Árbitro: Bráulio da Silva Machado (Fifa/SC)
  • Assistente 1: Helton Nunes (SC)
  • Assistente 2: Thiaggo Americano Labes (SC)
  • Quarto árbitro: Yuri Elino Ferreira da Cruz (RJ)
  • VAR: Heber Roberto Lopes (SC)
VAVEL Logo