Com um a menos, Goiás vence e quebra série invicta do líder Internacional
Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional

la Antepenúltimo colocado no Campeonato Brasileiro, o Goiás recebeu neste domingo (13) o Internacional, que lidera a competição. Dominado pelo rival, o esmeraldino abriu o placar com Vinícius Lopes e, mesmo com um jogador a menos desde a expulsão de Jefferson, sustentou a vantagem até o apito final.

Esta foi a segunda vitória do Goiás no Brasileirão, a primeira desde que o técnico Thiago Larghi chegou à equipe, em agosto. Já o Internacional estava há seis jogos sem perder.

O técnico Eduardo Coudet escalou um time misto em Goiânia, preservando atletas que até então estavam entre os titulares, casos de Boschilia, Johnny, Rodrigo Lindoso, Thiago Galhardo e Zé Gabriel.

O lance mais importante da partida aconteceu aos 45 minutos, na única finalização do Goiás no primeiro tempo. Vinícius Lopes marcou o segundo gol dele em cinco jogos pelo Brasileirão. A jogada nasceu em cobrança de falta de Daniel Bessa que o camisa 70 emendou de canhota e acertou o canto direito de Marcelo Lomba, que chegou a tocar na bola mas não evitou o gol.

O jogo começou quente. Além da expulsão, foram sete cartões amarelos e 24 faltas. Logo no primeiro minuto, o atacante Marcos Guilherme invadiu pela ponta direita e sofreu uma "tesoura" do lateral Jefferson. Após rever o lance no monitor à beira do gramado, Flávio Rodrigues de Souza deu cartão vermelho direto para o jogador do Goiás.

O atacante Keko foi o escolhido para deixar o time na recomposição da defesa. Thiago Larghi colocou Caju, lateral esquerdo de ofício. Coudet também sacou o atacante, que foi direto ao hospital para verificar a situação do tornozelo direito, e colocou no gramado Boschilia.

Durante o primeiro tempo, Rafael Moura também entrou forte em dividida com Damián Musto, atingiu o rosto do meio-campista com a sola da chuteira, e apesar do argentino ficar com um corte no pé o atacante não foi advertido.

Dentro de campo o Inter teve a chance de abrir o placar com D'Alessandro, mas a bola passou perto da trave. Escalado pela primeira vez como titular, Abel Hernández também teve chances, mas faltou pontaria. Em uma delas, estava na pequena área mas bateu fraco e Tadeu pegou. O uruguaio chegou a mandar uma bola na rede no segundo tempo, mas o gol foi anulado porque ele estava em posição de impedimento.

Do outro lado, o Goiás se fechava e pouco tocava na bola. O Internacional terminou a partida com 79% de posse de bola e finalizou 15 vezes, contra seis do rival. O goleiro Marcelo Lomba não fez uma defesa durante a partida.

O cenário continuou parecido no segundo tempo, com o Inter buscando o gol. Rodinei e Pedro Henrique também obrigaram o Tadeu a fazer grandes defesas. No último lance da partida, o goleiro tirou uma bola em cima da linha.

Classificação e próximos jogos

O time goiano segurou o ímpeto dos gaúchos e saiu de campo com três pontos, chegando a oito em oito jogos. Mesmo com a vitória a equipe segue na zona de rebaixamento, em 18º lugar. Botafogo, Coritiba e o lanterna RB Bragantino completam o Z-4 neste momento.

Dos seis primeiros, apenas Atlético-MG e Vasco venceram na rodada. Sendo assim, o Internacional manteve a liderança com 20 pontos em 10 jogos.

O Ceará é o próximo adversário do Goiás, que volta a campo só no domingo (27) na Arena Castelão, em Fortaleza. O Internacional, por sua vez, trabalha na recuperação do elenco visando a partida da Libertadores diante do América de Cali, que será na quarta-feira (16) no Estádio Beira Rio, em Porto Alegre. 

VAVEL Logo