Vasco encontra
dois gols seguidos e derrota Botafogo no Nilton Santos
Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

O Vasco venceu o Botafogo pelo placar de 3 a 2 neste domingo (13) no clássico carioca válido pela décima rodada do Brasileirão 2020. No Nilton Santos, Ribamar, Cano e Ygor Catatau fizeram para o time visitante, com diferença de segundos entre os últimos dois gols, e Matheus Babi marcou duas vezes para o time da casa.

O Glorioso e o Cruzmaltino entraram em campo mais do que para vencer um clássico ou somar três pontos no Campeonato Brasileiro. O confronto era também uma prévia do jogo de ida pela quarta fase da Copa do Brasil, que colocou as equipes cariocas frente a frente via sorteio e que aconteceria dali a apenas quatro dias.

Na competição nacional de pontos corridos, o Botafogo vinha de três empates seguidos, enquanto o Vasco havia perdido de forma surpreendente para o Atlético-GO na última rodada.

O Gigante da Colina queria ainda vencer o primeiro clássico no ano, visto que saiu derrotado dos quatro anteriores. A seu favor, tinha o terceiro melhor ataque do campeonato (com 12 gols), ainda contra a pior equipe nesse quesito (Botafogo, Athletico-PR, Coritiba e Grêmio com sete gols).

Estratégias

Paulo Autuori precisou manter Diego Cavalieri entre os titulares por lesão de Gatito. Rhuan, que se destacou na partida anterior contra o Athletico-PR, ganhou a vaga do marfinense Kalou, que viajou para se formar na faculdade e voltou no dia do jogo (opção no banco). Esquema tático: 3-5-2.

Marcelo Benevenuto, Rafael Foster e Kanu formaram o trio de zaga, enquanto Kevin e Victor Luis cuidaram das laterais. Caio Alexandre e Honda compuseram a dupla de volantes com as funções de primeiro combate e construção ofensiva. Mais à frente, Bruno Nazário responsável pela criação e finalização. E, no ataque, Rhuan apostava na velocidade pela esquerda, e Matheus Babi marcava posição na área com mobilidade.

Ramon Menezes contou com as voltas de Benítez e Leandro Castan, mas perdeu Andrey e Vinícius por lesão. Esquema tático: 4-3-3. A zaga contou com Ricardo Graça e Leandro Castan. Nas laterais, Pikachu ofensivo pela direita e Henrique pela esquerda.

O meio-campo tinha Marcos Júnior e Fellipe Bastos na dupla de volantes, com o segundo ajudando na criação e bolas paradas, e Martín Benítez orquestrando as jogadas ofensivas. No ataque, Talles Magno subia em velocidade pela esquerda, enquanto Lucas Ribamar e Germán Cano centralizavam, tomando mais conta da área.

Vasco faz dois gols em dois minutos e garante vitória

A primeira etapa teve início com agitação do Vasco, pressionando no ataque, principalmente pela direita com Pikachu. Mas o Botafogo não demorou a igualar o ímpeto, começando uma partida que seria “lá e cá”. Ribamar já aparecia mais centralizado e fixo, e Cano com mais movimentação.

O Cruzmaltino passou a trabalhar a bola e a aproveitar Talles Magno pela esquerda, usando velocidade e drible. Aos 15 minutos, vantagem em posse de bola: 65%. E, aos 18, convertida em gol. Pikachu pegou de muito longe, Cavalieri conseguiu desviar, a bola explodiu no travessão, e Talles Magno colocou para dentro no rebote. Mas o camisa 11 estava impedido na origem do lance, que foi anulado.

Benítez, como esperado, era fundamental ao setor ofensivo mais uma vez. Pelo Glorioso, destaque para Caio Alexandre, chegando e evoluindo na frente a cada jogo. Até que, aos 34 minutos, boa jogada e cruzamento de Benítez pela direita, Kevin e Benevenuto furaram grosseiramente, e a bola sobrou para Ribamar colocar para dentro, abrindo o placar para o time visitante.

Apesar da desvantagem, era o Botafogo quem tinha mais finalizações (8 a 6). Outra questão chamou atenção ao fim do primeiro tempo. Autuori resolveu sacar Caio Alexandre e Honda para as entradas de Luiz Otávio e Rentería antes do intervalo, o que não é comum. A ideia era dar maior consistência à marcação e melhorar a chegada na frente com o colombiano.

E mais mexida para começar a segunda etapa. Benevenuto deu lugar a Kalou, desfazendo o esquema com três zagueiros. O marfinense logo agitou o ataque pela esquerda. E o gol não tardou. Aos três minutos, Babi recebeu com liberdade na intermediária, arriscou dali mesmo e guardou, empatando o clássico. O Botafogo era melhor no jogo, com a bola e no campo de ataque.

O comandante da casa optou por finalizar suas substituições. Rhuan e Kevin saíram para as entradas de Pedro Raul e Barrandeguy. Já Ramon colocou Ygor Catatau no lugar de Ribamar. Pikachu estava travado pela ofensividade adversária pela esquerda. A essa altura, leve vantagem vascaína em posse de bola (52%). O Glorioso marcava forte no campo de ataque, dificultando a saída do adversário.

Mas o Vasco voltou a subir, principalmente pela esquerda com Talles Magno. E, aos 25, Benítez encontrou bela enfiada por cima na área, Cano cabeceou livre, Cavalieri deu rebote, e Cano concluiu ainda sem marcação, colocando o Cruzmaltino na frente de novo. Porém o golpe foi duplo. No minuto seguinte, Ygor arriscou de primeira da ponta-direita e ampliou segundos após o gol anterior.

O Botafogo sentiu os gols seguidos, enquanto o Vasco passou a ditar o ritmo. Kalou parecia ter perdido o pique dos minutos iniciais. No entanto, aos 38, bela jogada do marfinense na área pela esquerda, chegou na linha de fundo, conseguiu dar o passe ignorando a marcação, e Babi empurrou para dentro de novo, diminuindo a diferença.

Talles Magno e Benítez deram espaço a Bruno César e Neto Borges. Mas quem se destacou foi Fernando Miguel com ótimas defesas, como no lance em que Babi quase fez o terceiro dele e do Botafogo, evitando o empate. O time de General Severiano foi para o tudo ou nada, sem êxito. Jogo de muitas finalizações no Nilton Santos: 23 a 14 para a equipe da casa.

Classificação e próximos compromissos

Com a derrota em casa, o Botafogo se manteve na zona de rebaixamento, 17ª posição, com nove pontos. O próximo compromisso do Glorioso é, novamente, em casa contra o Vasco na quinta-feira (17) às 19h, desta vez pelo jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil. Pelo Campeonato Brasileiro, recebe o Santos no próximo domingo (20) às 18h15.

Já o Vasco, com sua primeira vitória em clássicos no ano, ocupa a quarta colocação com 17 pontos. O Cruzmaltino volta a campo pelo Brasileirão também no domingo (20) às 16h, quando visita o Coritiba.

VAVEL Logo