Em jogo de sete gols, Abel Hernández brilha na vitória do Inter sobre América de Cali
Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional

Aquele ditado "nada como um dia após o outro" pode ser usado para definir o início da trajetória do uruguaio Abel Hernández no Internacional. Ele estreou como titular no final de semana, contra o Goiás, e foi criticado após perder gols na derrota por 1 a 0. Ele deu a volta por cima nesta quarta-feira (16), quando participou de três gols da vitória do Internacional sobre o América de Cali, por 4 a 3, pela terceira rodada da Libertadores.

Artilheiro do Internacional na temporada, Thiago Galhardo passou em branco. No entanto, Boschilia e Abel Hernández estavam em uma noite inspirada e comandaram a vitória colorada.

Mesmo com dez desfalques, o time de Eduardo Coudet conseguiu abrir uma boa vantagem no primeiro tempo e foi para o intervalo com a vitória parcial por 3 a 1. O América de Cali subiu de produção na etapa final, empatou a partida, mas no final Boschilia devolveu a vantagem ao time gaúcho.

Quatro gols no primeiro tempo

​​​​​O jogo começou movimentado e o Internacional saiu na frente logo no primeiro minuto, com Abel Hernández. Ele desviou um cruzamento de Uendel e tocou de cabeça para tirar o zero do placar. 

O América de Cali finalizou a primeira vez com Marlon Torres, mas a bola foi para fora. A equipe colombiana atacava com Vergara de um lado e Pérez de outro. O camisa 11 era mais agressivo, incomodou bastante a defesa colorada e sofreu oito faltas ao longo dos 85 minutos que esteve em campo.

O Inter dominava as ações no início da partida e o segundo gol saiu do pé direito de Boschilia, que chutou duas vezes para conseguir fazer 2 a 0. Apesar da derrota parcial, o time colombiano não se intimidou e finalizou com Ramos e Sierra, mas foi Vergara que balançou a rede. Após um erro na saída de bola do Inter, o América de Cali trocou passes na intermediária até chegar no camisa 11, que aproveitou um espaço deixado por Zé Gabriel e Uendel, entrou na área e chutou cruzado para descontar aos 28 minutos de jogo.

Embalado no ritmo frenético de Coudet, que ficou de pé orientando a equipe o tempo todo à beira do gramado, o Internacional manteve o controle da posse de bola e marcou o terceiro após cobrança de escanteio de Boschilia. O goleiro saiu errado, Lindoso cabeceou na trave e o rebote ficou com Abel Hernández, que não perdoou: 3 a 1.

Inter sofre, mas luta até o fim e soma três pontos

O América de Cali voltou do intervalo melhor e marcou o segundo aos quatro minutos. O Inter, por sua vez, recuou. Após cobrança de falta, Marlon Torres acertou o travessão, Adrián Ramos pegou o rebote na cara do gol e Lomba nada pode fazer.

Assim como em outras oportunidades na temporada, o Inter sentiu o gol. Boschilia teve duas chances de ampliar, mas em uma o chute  cruzado saiu fraco e o goleiro pegou; na outra, ele bateu a falta da intermediária e a bola subiu demais.

Os técnicos começaram a mexer nos times a partir dos 20 minutos, com direito a dupla alteração. Insatisfeito com a postura da equipe após o intervalo, Coudet promoveu a estreia do argentino Leandro Fernández na vaga de Abel e trocou Nonato por Johnny.

Enquanto isso, Juan Cruz Real colocou Santiago Moreno e Jaramillo nos lugares de Pérez e Paz. Com mais gás na equipe, o América de Cali armou um contra-ataque e então Vergara tocou para Moreno empatar a partida de canhota onze minutos após entrar em campo. No lance, Lomba tentou fechar o ângulo, mas o atacante encobriu o goleiro.

Quando a partida encaminhava para o empate, Boschilia chutou rasteiro, a bola ainda desviou na defesa do América de Cali e enganou o goleiro Chaux. Este foi o terceiro gol do meio-campista na Libertadores, o que fez ele igualar a marca do lesionado Guerrero, que até então era o artilheiro do time na competição.

A euforia tomou conta do banco de reservas do Internacional, que ainda administrou a vantagem nos cinco minutos de acréscimos anotados pela arbitragem. Nesse período Coudet aproveitou para ganhar tempo ao sacar Boschilia e colocar o zagueiro Lucas Ribeiro. Quando soou o apito final, o técnico argentino levou as mãos ao rosto, como se não acreditasse na vitória conquistada no sufoco.

O que vem por aí

A maratona de jogos do Internacional continua no próximo sábado (19), quando visita o Fortaleza na Arena Castelão. O líder do Brasileirão soma 20 pontos, contra 12 do tricolor cearense, que está em 10º lugar na tabela.

Já o América de Cali terá um dia a mais para descansar. No domingo (20), a equipe encara o Bucaramanga pelo Campeonato Colombiano, também chamado de Categoría Primera A.

VAVEL Logo