Presidente do Atlético-MG, Sette Câmara é favorável ao retorno da torcida aos estádios
Sette Câmara segura a taça do estadual (Foto: Pedro Souza/Atlético-MG)

Menos de uma semana após a polêmica envolvendo a quase contratação do meia Thiago Neves, o presidente do Atlético-MGSérgio Sette Câmara, chamou novamente a atenção em entrevista à Rádio Itatiaia, após se dizer favorável com o retorno da torcida aos estádios de futebol.

"Preferência absoluta vai ser do sócio-torcedor. Se bar, restaurante, feira e outras coisas estão funcionando em Belo Horizonte, não tem motivo para impedir a presença de público nos estádios com a redução da capacidade e seguindo os protocolos de saúde. Se isso não acontecer em Belo Horizonte ou em outros lugares, acho que infelizmente tem que continuar como está. Tem que ser tratado de forma isonômica".

Ademais, nessa terça-feira (22), o Ministério da Saúde, comandado pelo efetivado Eduardo Pazuello acatou um estudo realizado pela CBF, no qual prevê o retorno de 30% da capacidade das arenas em campeonatos nacionais, a partir de outubro.

Contudo, caso isso venha acontecer, Sette Câmara adiantou que irá priorizar apenas o acesso de sócios torcedores aos jogos do Atlético-MG. No entanto e no mesmo dia, a Prefeitura de Belo Horizonte já declarou que, por ora, não vai permitir jogos com público na cidade. Informou ainda que possui autonomia para tomar este tipo de decisão.

O mandatário do Galo reforçou ainda que a volta dos torcedores deve ocorrer de forma imediata e isonômica, ou seja, de forma igual em todos os estádios do Brasil.

Nesta quarta-feira (23), uma reunião por videoconferência da CBF com representantes dos 20 clubes da Série A deverá definir os protocolos para o retorno das partidas com público.

De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais (SES-MG), Belo Horizonte é a cidade com mais casos confirmados do coronavírus, sendo 38.295 casos confirmados e 1.172 mortes.

VAVEL Logo