Clássico quente: Internacional recebe pressionado Grêmio pela Libertadores
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Em jogo válido pela Copa Libertadores da América, o Internacional receberá o Grêmio às 21h30 desta quarta-feira (23) no Beira-Rio em um jogo onde a palavra recuperação está viva nos dois times.

O time comandado por Eduardo Coudet vem sofrendo com a inconstância e baixo poder defensivo enquanto o elenco de Renato Portaluppi vive a maior crise técnica e tática dos últimos anos e sofre com pressão interna e externa para a melhora de resultados. A partida ainda contará com desfalques importantes para ambas equipes e conta com uma decisão para o tricolor, já que após a derrota para a Universidad Católica o grupo ficou embolado e o segundo lugar ameaçado.

Coudet tem problema para montar o time e faz mistério

O Internacional deve manter seu estilo de jogo com pressão alta e maior posse de bola, esta última vista em todos os jogos de Coudet como treinador colorado, para tentar induzir o Grêmio a falhar antes do meio campo. O colorado torce pela recuperação do atacante Thiago Galhardo - o jogador não enfrentou o Fortaleza por conta de uma entorse muscular – e para que ele volte ao time com o faro artilheiro ainda em alta, já que o avançado vive um momento mágico e é o principal nome da atual temporada colorada.

Para o jogo, Coudet terá que trabalhar a bola aérea e o posicionamento defensivos do seu time, já que no último clássico o colorado sofreu com o ataque gremista e sofreu gol de Diego Souza e Isaque por conta dos problemas citados. Porém, o argentino terá dor de cabeça para montar o time, já que Edenílson e Moises estão suspensos pela briga generalizada diante do Grêmio - na Arena, em partida válida pela segunda rodada da competição – e Guerrero, Peglow, Yuri Alberto e Marcos Guilherme por problemas musculares.

Provável colorado para o Gre-Nal 427: Marcelo Lomba; Saravia, Zé Gabriel, Cuesta e Uendel; Musto, Lindoso (Patrick), Boschilia e D’Alessandro (Praxedes); Thiago Galhardo e Abel Hernández.

Renato terá retorno de Pepê e pode manter esquema do último jogo

Do outro lado, Renato também terá dificuldades para montar seu time e sofre com o sentimento de dúvida de seus principais jogadores que estão de volta do Departamento Médico. O treinador não tem certeza se poderá contar com Jean Pyerre para montar seu time e, por isso, deverá entrar em campo com um sistema de três volantes visto na partida contra o Palmeiras e no primeiro Gre-Nal deste ano, na vitória de 1 a 0 no Beira-Rio.

A boa notícia gremista é o retorno de Pepê e Kannemann ao time titular. O ponta, principalmente, fez muita falta nas últimas partidas e a queda de rendimento do Imortal passa também pela falta de seus principais nomes e tem que chegar no clássico com o sentimento de querer virar a chave. O time entrou em crise técnica após o início do Campeonato Brasileiro e vem jogando um futebol cada vez mais burocrático. Porém, o tricolor conta com o ótimo retrospecto em clássicos nos últimos anos e ainda não perdeu para o rival esse ano ou sequer levou gol do time montado por Coudet.

Renato tenta defender o bom número que tem no clássico para tentar se manter no cargo, já que a pressão interna e externa é grande pela troca do treinador que tem 9 jogos sem perder para o maior rival – quatro só em 2020. O comandante, assim como o rival, também terá problemas de desfalques e contará com dupla inédita na zaga, já que os importantes Pedro Geromel e Maicon estão fora do clássico. Além deles, David Braz, expulso diante dos chilenos, e Paulo Miranda, que cumpre quatro partidas pela briga no primeiro Grenal, também são ausências.

O imortal deverá ter o seguinte time para o Gre-Nal 427: Vanderlei; Victor Ferraz, Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Lucas Silva, Matheus Henrique e Darlan; Alisson, Pepê e Diego Souza.

Arbitragem

O trio de arbitragem é argentino e conta com Patrício Loustau apitando a partida, auxiliado por Ezequiel Brailovsky e Diego Bonfa.

VAVEL Logo