STJD indefere pedido do Flamengo e jogo contra Palmeiras está mantido
Foto: Bruno Ulivieri/AGIF

O Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), indeferiu o pedido do Flamengo para adiar a partida do próximo domingo (27), contra o Palmeiras. Em razão do alto número de atletas e funcionários testando positivo para a Covid-19, o Rubro-Negro tentou o adiamento da partida, mas teve seu pedido negado primeiro pela CBF e agora pelo STJD.

Ao todo, 33 pessoas foram positivadas para o novo coronavírus na Gávea, sendo 16 atletas e outros 17 integrantes da comissão técnica, apoio, dirigentes e conselheiros.

A resposta final

Em nota oficial, o presidente do STJD, Otávio Noronha, justificou que a decisão de não adiar o jogo se dá por conta de precedentes que ocorreram na Série D, com Palmas e Caldense, e não foram adiados.

"Relativamente aos princípios da isonomia 2 e o da impessoalidade, é preciso consignar, que não há, decerto, qualquer razão de direito para ofertar ao Clube de Regatas do Flamengo, integrante da Série A do Campeonato Brasileiro, tratamento diverso daquele dispensado ao Palmeiras e ao Caldense, participantes da Série D daquela Competição".

O Flamengo havia se posicionado oficialmente sobre o pedido de adiamento. O vice-presidente do departamento jurídico, Rodrigo Dunshee, afirmou à Fox Sports que o time tinha razão em pedir para que o jogo fosse remarcado.

"Temos 16 atletas contaminados e infelizmente devemos ter mais. Nossa situação é diferente do Goiás e da Caldense, só queremos o adiamento de um jogo. Para domingo, há riscos antes mesmo da partida, iremos viajar juntos, fazer sessões de treinamentos em conjunto também."

Com a decisão tomada pela CBF e pelo STJD, a bola deve rolar às 16h, do próximo domingo (27), pela 12ª rodada do Brasileirão. O Flamengo chega com muitas indefinições sobre o time que terá condições de jogo.

VAVEL Logo