Brigatti valoriza vitória da Ponte e desabafa após eliminação na Copa do Brasil: "Fomos execrados"
Foto: Divulgação/Ponte Preta

Após a eliminação na Copa do Brasil na última quarta-feira (23), após perder por 3 a 1 para o América-MG. A Ponte Preta venceu o Confiança por 2 a 1, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Antes de analisar a vitória, o técnico João Brigatti desabafou sobre os questionamentos que ele recebeu após a eliminação da Macaca e da saída do atacante Roberto para o Atlético-GO.

"Depois de uma eliminação, surgem algumas situações desagradáveis, críticas em cima no nosso trabalho. Fomos duramente execrado até o dia de hoje. Só quero dizer uma coisa: a Ponte está nessa situação pela força mental do seu elenco. Tentaram criar situações que o elenco estava rachado, é muito fácil falar isso depois de uma eliminação que não atuamos bem e não merecíamos a classificação. São situações que acontecem. Tenho de trabalhar em cima do que acredito."

"Na saída do Zé Roberto, ele foi para um clube da Série A, ninguém tem culpa disso. Disseram que ele estava insatisfeito. Eu tive uma conversa franca com ele, ele falou que teve uma boa proposta. Infelizmente a gente fica triste por essas situações. Mas o elenco está provando que nada resiste ao trabalho. Estamos a um ponto do líder. Perdemos quase R$ 3 milhões de premiação na Copa do Brasil, mas estamos em busca de R$ 30 milhões com o acesso. Nada vai abalar esse elenco", disse.

O treinador garantiu que não há ninguém insatisfeito no clube e que ele tem controle do grupo.

"O elenco está fechado, não tem nada de jogador insatisfeito. Temos conversas diárias e frontais com ele, conversa honesta. Lógico que um time precisa de tática e técnica, mas precisa de um comandante que seja sincero, e eu tenho esse lado muito bom. Sou frontal e converso frente a frente. Eles entendem e sempre respeitaram assim."

A Ponte Preta saiu atrás no placar, na noite deste domingo, mas conseguiu a virada. Brigatti valorizou o poder de reação da equipe campinense.

"A Ponte teve uma partida muito boa, muito aceitável. Depois de uma eliminação, nada mais do que normal entrar de uma maneira mais receosa. Tivemos posse, o time não se abateu depois do gol e reverteu uma situação difícil, com tranquilidade para girar a bola e achar infiltrações. O time está de parabéns. Foi uma vitória difícil, suada, para quem acha que vai ser fácil. Nada é fácil para a Ponte. Precisamos manter esse espírito de luta", completou.

Com a terceira vitória em quatro jogos de invencibilidade na Série B, a Ponte chegou aos 21 pontos e segue no G-4. A mesma pontuação que o Paraná, que leva vantagem pelo saúdo de gols.

Na quarta-feira (30), a Macaca volta a campo diante do Cruzeiro, às 19h15 (de Brasília), pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo